Iris pede a vereadores prazo para “harmonizar” relação com a Câmara

Prefeito de Goiânia escalou o ex-deputado Samuel Belchior para abrir interlocução com Legislativo 

Casal Iris na Câmara Municipal

Após sofrer uma verdadeira enxurrada de derrotas, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), decidiu finalmente abrir interlocução com a Câmara. No último fim de semana, pediu a um grupo de vereadores um “prazo” de até quinta-feira (6/7) para “harmonizar a relação” com o Legislativo.

Com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para ser aprovada, o decano peemedebista percebeu que a situação não está nada favorável: sem líder de governo, nem base aliada, caminha para ter um orçamento bem mais limitado do que queria.

É que o relatório do vereador Gustavo Cruvinel (PV) restringe o remanejamento das despesas de 2018 (montante que o prefeito pode utilizar sem autorização legislativa) de 30% para 5%. Na noite desta segunda-feira (3/7), a Comissão Mista, presidida pelo independente Lucas Kitão (PSL), começa a discutir a LDO — a votação, a pedido de Iris, deve ficar para o final da semana.

A oposição tem nadado de braçada no Legislativo e enfurecido a claque do peemedebista, como o ex-presidente da Casa Clécio Alves (PMDB), que vira e mexe reclama durante entrevistas da ausência do prefeito.

Iris escalou o ex-deputado estadual e ex-presidente do diretório estadual do PMDB, Samuel Belchior (seu afilhado), para tratar com a Câmara.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.