Investigação de Marconi Perillo aguarda aceite de juiz eleitoral

Advogado do ex-governador diz que defesa técnica não muda

Kakay | Foto: Divulgação

Ao Jornal Opção, o advogado do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, comentou a determinação do juiz federal da 10ª Vara, Eduardo Ribeiro de Oliveira, de enviar as investigações da operação Cash Delivery para a Justiça Eleitoral. A decisão confirmou a sentença de Leão Aparecido, da 11ª Vara, e também beneficiou o ex-presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop), Jayme Rincón.

“O juiz negou o pedido de reconsideração do Ministério Público, o que já imaginávamos”. O advogado justifica que o Supremo Tribunal Federal (STF) que determina que a investigação de supostos crimes no âmbito de eleições devem ser investigados pela Justiça Eleitoral. No caso de Marconi e Rincón, as acusações têm relação com possível caixa 2. Segundo Kakay, o despacho deve ser enviado ainda nesta quinta-feira, 18.

Apesar da mudança, Kakay afirma que a defesa técnica não muda, que esta será feita da mesma forma. O próximo passo, conforme o jurista, é o aceite do Juiz Eleitoral, que pode ou não ocorrer; “Mas tenho convicção de que irá aceitar, por conta da determinação do STF”. Posteriormente, a denúncia é enviada ao Ministério Público Eleitoral e o procurador fará a análise.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.