Internautas comemoram volta do Orkut, mas página pode pôr computador em risco

Ao acessar o “Orkut.li”, sistemas que verificam ameaças digitais indicam “perigo” e alertam para “página fraudulenta verificada ou fonte de ameaça”

Foto: Reprodução

O Orkut foi uma das primeiras redes sociais a se popularizar no Brasil, antes mesmo do Facebook. Em 2014, após 10 anos de existência a plataforma foi encerrada, deixando vários internautas órfãos das comunidades e depoimentos, até que, nesta quarta-feira (12/7), muitos foram surpreendidos com a possível volta através do link “Orkut.li”. Mas os saudosistas têm que tomar cuidado, pois a página é uma fraude.

Para começar, o próprio Google se manifestou e disse não ter nenhuma ligação com a suposta rede social. “Os invasores em orkut.li podem induzir você a fazer algo perigoso, como instalar um software ou revelar suas informações pessoais (por exemplo, senhas, números de telefone ou cartões de crédito)”, informou em nota.

Um olhar mais apurado também dá indícios sobre a fraude. Ao acessar o “Orkut.li” pelo Chrome, um aviso diz que se trata de um site “enganoso”, enquanto por outros navegadores, os sistemas de proteção digital acusam “página fraudulenta verificada ou fonte de ameaça”.

Por fim, quem ignora os avisos e continua tentando acessar o suposto novo Orkut, se depara com o layout antigo da rede, mas o cadastro não utiliza protocolo de segurança e ainda pede associação ao perfil do Facebook, o que, por si só, é bastante suspeito.

Além disso, as abas explicativas da plataforma direcionam o usuário para a página inicial.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.