Índice de Confiança do empresariado industrial de Goiás se mantem em alta

Neste mês o indicador chegou a 63,6 pontos, o mais alto desde dezembro de 2018

Foto: divulgação

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) divulgou, nesta sexta-feira, 22, os números atualizados do Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei). A pesquisa demonstra que neste mês o indicador chegou a 63,6 pontos, o mais alto desde dezembro de 2018. Em relação a outubro, a alta foi de 1,7 ponto, já em comparação com o mesmo período do ano passado o índice ficou estável.

A nota divulgada pela entidade revela que, dentre os componentes do Icei, o destaque em novembro foi o Indicador de Condições, responsável por medir as condições atuais comparadas com os últimos seis meses. O indicador ficou 5,7 pontos acima do registrado em novembro do último ano e 3,2 pontos com relação ao mês de outubro deste ano.

Um item que registrou número negativo foi o Indicador de Expectativas, o componente pede perspectivas para os próximos seis meses. Apesar de ter melhorado com relação a outubro, com um ponto a mais, apresentou queda com relação ao mesmo período do ano passado, com três pontos a menos.

Para a assessora econômica da Fieg, Januária Guedes, apesar da queda, o resultado ainda é elevado — 66,6 pontos. “A análise dos resultados ao longo do ano sugere que o empresário industrial goiano mantém-se confiante, com oscilação nos meses de março a junho, porém mantendo o indicador superior à linha divisória dos 50 pontos”, avalia Guedes.

Com informações da assessoria da Fieg

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.