Indicação de André Mendonça para o STF atrasa após ataques de Bolsonaro

Senado estuda sabatina do ex-ministro para outubro ou novembro. Indicação oficial foi enviada ao Senado no dia 13 de julho, antes do recesso parlamentar

André Mendonça | Foto: José Dias/PR

O Senado Federal decidiu segurar a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo o blog do Valdo Cruz, no G1 a ‘decisão’ vem como reação após os ataques do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) ao Judiciário.

A indicação oficial de André Mendonça foi enviada ao Senado antes do recesso parlamentar, no dia 13 de julho. De acordo com o blog a sabatina do ex-ministro de Bolsonaro pode ficar para outubro ou novembro, o que atrasa os planos do governo.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), ainda não realizou a leitura da indicação e segundo revela o blog do Valdo Cruz isso também  não está nos planos do presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O principal indício é que não há clima para a sabatina, diante dos ataques que Bolsonaro tem feito a ministros do STF.

*Com informações do blog do Valdo Cruz, no G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.