Incêndio danifica quatro celas do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia

O fogo começou na Ala B da Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto e já foi extinto. Ninguém ficou ferido

Um suposto princípio de motim provocou, na manhã desta segunda-feira (21/7), um incêndio no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia que atingiu quatro celas. O fogo começou na Ala B da Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto e já foi extinto. Ninguém ficou ferido.

Segundo o Corpo de Bombeiros, colchões foram incendiados por volta das 7h provocando danos nas celas. Foram utilizados duas viaturas e dez homens da corporação para controlar o fogo.

Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária e Justiça (SAPeJUS) informou que registrou ocorrência no 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia para a investigação sobre o incêndio. O órgão declarou também que a Polícia Técnico-científica foi acionada pela instituição para os trabalhos de perícia no local.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria da Administração Penitenciária e Justiça (SAPeJUS) informa que registrou ocorrência no 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia para a investigação sobre o incêndio que ocorreu na manhã desta segunda-feira, 21/07, por volta das 7h,  na Ala B da Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. A Polícia Técnico-científica foi acionada pela instituição para os trabalhos de perícia no local.

A direção do Semiaberto também fará apurações administrativas, com a abertura de uma sindicância, para as observações sobre as circunstâncias e responsabilidades do fato para aplicação das sanções na forma da lei. A administração do local informou que será realizada uma limpeza nas quatro celas que pegaram fogo. O Judiciário será informado sobre o incêndio. A SAPeJUS deu início às providências para que os presos tenham condições de pernoite ao retornarem para o presídio à noite.

Atenciosamente,
Secretaria de Administração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.