IFG Goiânia é reocupado por manifestantes contra reformas do governo

Unidade havia sido desocupada no dia 23 de novembro por determinação judicial

O campus Goiânia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG) foi reocupado, na manhã desta terça-feira (6/12), por estudantes e manifestantes contrários a reformas propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB).

Ainda não há maiores informações de como a ocupação se deu, apenas uma postagem na página “Desneuralizador” no Facebook, que anuncia a tomada do prédio. A assessoria de imprensa da instituição confirmou a informação ao Jornal Opção e explicou que o movimento estudantil está produzindo uma nota sobre a ocupação.

Em 23 de novembro, o IFG Goiânia foi desocupado pelos manifestantes por força de uma decisão judicial após quase dois meses de protesto.

Entre as pautas do movimento está o fim da PEC do Teto de Gastos, que limita gastos públicos por até 20 anos; o arquivamento da Reforma do Ensino Médio; e a recuada do governo de Goiás na implantação das Organizações Sociais na Educação.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.