Hospitais estadualizados representam incremento de até 1500 leitos em Goiás

Governo estadual trabalha para equipar unidades, com o auxílio do Ministério da Saúde e de empresários

Foto: Reprodução

O governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou que os cinco hospitais em municípios do interior que foram estadualizados – quatro após autorização da Assembleia Legislativa e um por força de decisão judicial – vão propiciar entre 1.300 a 1.500 novos leitos no Estado.

Com isso, o estado descentraliza o atendimento prestado aos pacientes goianos que precisarem de internação durante a pandemia da Covid-19. Nesta contagem, não estão incluídas as estruturas das policlínicas, cujas unidades serão inauguradas este ano em Posse (já está funcionando), Quirinópolis e Goianésia.

Os novos hospitais estadualizados estão localizados em São Luiz dos Montes Belos. Formosa, Luziânia, Jataí e Itumbiara, esse último por determinação judicial. Para o governador, a estadualização destas unidades será um peso financeiro para o Estado, que já está trabalha para equipá-las, com o auxílio do Ministério da Saúde e de empresários.

Caiado citou o empresário Alberto Borges, da Caramuru Alimentos, que junto com outro empresário, de nome Dione, se propôs a ajudar a equipar o hospital de Itumbiara, projetado para ter pelo menos 30 leitos de UTI após passar por uma rápida reforma.

O governador ressaltou ainda que toda a doação é bem-vinda.  E reforçou que a pessoa for doar dinheiro ou cestas básicas, pode fazê-lo para a Organização Voluntária do Estado de Goiás (OVG). Se for doar aparelhos, EPIs, respiradores ou outros, pode ser feito para o Fundo da Secretaria da Saúde, e indicar a unidade hospitalar a ser beneficiada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.