“Hospitais do Estado estão entre os melhores do Brasil”, comemora Marconi

Na entrega do novo Centro de Diagnóstico do Crer, governador presta contas das obras e programas na área da saúde em seus quatro mandatos

Governador discursa durante o evento | Foto: Wagnas Cabral

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB),  fez, nesta segunda-feira (15/1), durante a inauguração do Centro de Diagnósticos do Centro de Reabilitação e Readaptação Doutor Henrique Santillo (Crer), uma ampla prestação de contas das ações em programas do governo de Goiás na área da saúde em seus quatro mandatos.

“Nossos hospitais são os melhores do Estado de Goiás e estão entre os melhores do Brasil”, afirmou Marconi, ao analisar a revolução no antedimento com a adoção do modelo de gestão compartilhada com Organizações Sociais (OSs).

“Nosso governo vai deixar dez grandes hospitais com atendimentos de alta complexidade”, disse o governador. “Muitas pessoas vêm aqui e não sabem que esse é um hospital público, do Governo do Estado. Basta andar por ele para que se perceba o carinho que temos pelas pessoas atendidas no Crer: limpeza, organização e atendimento padrão”, afirmou. “Quando se faz pesquisa, algumas pessoas reclamam da saúde pública, mas não sabem que aqui em Goiás o governo faz a sua parte, e faz com competência”, disse.

Marconi disse que o Crer é maior e melhor exemplo da revolução no atendimento à saúde. “O Crer é hoje uma esperança àqueles que sofrem lesões, são politraumatizados ou têm algum tipo de problema neurológico onde recebem tratamento completo. O Crer é o único hospital público brasileiro que é acreditado com o nível máximo de excelência, o ONA-3”, destacou o governador.

Em 15 anos de existência o Crer, teve sua estrutura ampliada e chegar agora à 3ª etapa da expansão física, com a inauguração do Centro de Diagnósticos, hoje, pelo governador Marconi, batizada de Centro de Diagnóstico Dom Antônio Ribeiro de Oliveira, uma homenagem ao Arcebispo Emérito de Goiânia, que faleceu em fevereiro de 2017, aos 91 anos. “Dom Antônio deixou marcas de ajuda e amor ao próximo que jamais serão esquecidas”, frisou o superintendente executivo do Crer, Sérgio Daher. Nas palavras do governador, Dom Antônio seu conselheiro e “um entusiasta para que o sonho de construção do Crer se tornasse realidade, um dos maiores hospitais públicos do Brasil”.

Marconi relembrou que ali funcionava um manicômio que foi fechado e a área doada para a SGPA. “O processo foi embargado pela Justiça e aí começamos a sonhar com um hospital nos moldes do Sarah Kubitschek. Conseguimos a liberação da área para a construção de um hospital. Com R$ 5 milhões que conseguimos reaver da extinta Caixego, iniciamos a construção do Crer, eu e a Valéria Perillo”, observou.

Nesses 15 anos, o Crer teve 14,5 milhões de procedimentos realizados, 1,1 milhão de consultas médicas, 408.596 mil pessoas atendidas, 50,9 mil cirurgias, 3,4 milhões de exames, 1,1 milhão de consultas médicas, 92 mil próteses confeccionadas, 100,4 mil procedimentos odontológicos, 57 mil atendimentos domiciliares, 35,4 mil aparelhos de ampliação sonora dispensados, 92 mil próteses e órteses confeccionadas.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.