Homens suspeitos de matar médico integram quadrilha comandanda por detento

Polícia já identificou dois dos três assaltantes que mataram o médico Antônio Carlos Castro, de 64 anos

Os três homens suspeitos de matar o médico ortopedista e tenente da reserva da Polícia Militar Antônio Carlos de Castro integram uma quadrilha que rouba veículos em Goiânia e que seria comandada por um detento de dentro do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. As informações são da Polícia Civil.

Até o momento, a corporação já identificou dois dos três criminosos envolvidos no crime. Na última quarta-feira (14), um adolescente de 15 anos foi apreendido e chegou a declarar à Polícia Militar participação no latrocínio. O menor foi encontrado dirigindo um veículo na Chácara do Governador, em Goiânia, e foi levado para a Central de Flagrantes.

Nesta sexta (16), a polícia chegou ao segundo envolvido no crime após a prisão de um suspeito de roubar carros. O jovem de 19 anos identificou os outros dois criminosos, além do susposto líder da quadrilha. A polícia não divulgou o nome dos suspeitos.

O médico da reserva Antônio Carlos de Castro foi morto na última segunda-feira (12) no Jardim Santo Antônio, na capital, após ser abordado por três pessoas em um carro durante tentativa de assalto. A vítima ainda tentou fugir e chegou dirigir por alguns metros, mas bateu o carro em um poste.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.