Homem é condenado por estupro após usar fotos íntimas para chantagear menor em Goiás

Garota de 13 anos trocou mensagens com o condenado e, por medo de ter suas fotos publicadas, manteve as relações sexuais

Um homem foi condenado pelos integrantes da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) a oito anos e oito meses de prisão em regime fechado pelo estupro de uma menina de 13 anos. Ele foi julgado também pelos crimes de ameaça e posse de material pornográfico de menor.

Conforme denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), em fevereiro de 2014, Ayrton e a menor começaram a trocar mensagens e fotos íntimas pelo celular. No ano seguinte, ele voltou a procurar a menina, com intenção de manter relações sexuais com ela. Mas, quando ela recusou o ato, Ayrton ameaçou divulgar nas redes sociais as mensagens e as fotos íntimas que ela havia o enviado. Então, por medo de ter suas fotos publicadas, ela cedeu à chantagem de Ayrton.

Em juízo, a menina relatou que eles começaram a conversar por mensagens no celular e, com o tempo, a conversa ficou mais intensa. Ayrton perguntava a ela sobre sua virgindade, relacionamentos amorosos e quais eram os períodos que ficava sozinha em casa. Depois de muita insistência, pedindo para que ela o enviasse fotos íntimas, isso após ele mesmo ter enviado uma série de imagens íntimas dele, ela atendeu seu pedido e eles começaram a trocar fotografias.

De acordo com o depoimento da mãe, ela descobriu as ameaças de Ayrton quando pegou o celular da filha e viu todas as conversas e fotos trocadas entre eles. A menor chegou a contar para ela, pois ele foi até o colégio em que ela estudava. Com isso, ela não quis mais frequentar as aulas.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.