Homem é condenado a indenizar família de vítima morta em acidente de trânsito

O réu conduzia  um caminhão quando, ao tentar a conversão à direita, obstruiu a passagem da motocicleta conduzida pela vítima

Lourival Junio de Souza foi considerado culpado pela morte de Denisson Willian Carelli, durante acidente de trânsito, ocorrido em 2014.

O réu deverá pagar indenização de R$ 10 mil aos herdeiros da vítima, a título de danos morais e materiais. Ele também foi condenado a dois anos de prisão, mas a pena foi substituída por prestação de serviços à comunidade além de frequência em curso de reciclagem no trânsito no Detran.

A decisão, unânime, é da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), tendo como relator o desembargador João Waldeck Félix de Sousa.

Conforme denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), em 5 de maio de 2014, por volta das 9h30, o acusado saiu do Setor Parque Oeste Industrial, conduzindo um caminhão Volvo quando, ao tentar a conversão à direita, obstruiu a passagem da motocicleta conduzida pela vítima, ocasionando a colisão.

De acordo com o que foi apurado nos autos, o pneu traseiro do veículo passou por cima do corpo da vítima que, em decorrência da gravidade dos ferimentos, morreu no local do acidente.

A família do motociclista entrou com ação judicial, tendo por objetivo a condenação do réu, assim como o recebimento de indenização aos herdeiros da vítima.

O desembargador João Waldeck Felix de Sousa, ao analisar os autos, entendeu que a materialidade do crime ficou comprovada resultando na certeza da responsabilidade do réu.

“As provas produzidas indicaram a culpa do apelante, na modalidade imprudência, isto porque ele iniciou uma conversão à direita e ingressou na pista de rolamento sem se atentar para os cuidados indispensáveis à segurança do tráfego local”, afirmou o magistrado.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.