HMI recebe mais um caso de gêmeas siamesas

Nascidas em Salvador, as irmãs são unidas pelo abdômen e compartilham o fígado

O cirurgião pediátrico Zacharias Calil já respondeu por 28 casos semelhantes | Reprodução

O cirurgião pediátrico Zacharias Calil já respondeu por 28 casos semelhantes | Reprodução

O Hospital Materno Infantil (HMI) recebeu, no início desta semana, mais um caso de gêmeas siamesas. Nascidas em Salvador, as meninas Maria Clara e Maria Eduarda estão hospedadas com a família na Casa do Interior da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). As bebês têm dois meses de vida e são unidas pelo abdômen, compartilhando o fígado.

Conforme informações da unidade hospitalar, a partir desta terça-feira (14/7), as bebês iniciam uma série de exames e avaliações, até a realização da cirurgia de separação, que será acompanhada pelo cirurgião pediátrico Zacharias Calil. Ao todo, 28 casos já foram conduzidos pelo médico e pela equipe multiprofissional do HMI.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.