Novo prédio nada tem a ver com reeleição, diz Helio de Sousa

Democrata é um dos pré-candidatos à principal cadeira do legislativo do Estado. Previsão é que obras da futura sede sejam concluídas em 2016

Este slideshow necessita de JavaScript.

O presidente da Assembleia Legislativa, Helio de Sousa (DEM), afirmou na manhã desta sexta-feira que a conclusão da obra da nova sede do Poder Legislativo estadual nada tem a ver com seu projeto de reeleição à presidência da Casa. A fala veio durante café da manhã com deputados estaduais e reeleitos. O democrata visitou o canteiro de obras do novo prédio com o governador Marconi Perillo (PSDB).

Eleito para o quinto mandato, o democrata já trata da sua pré-candidatura com deputados eleitos, reeleitos e o próprio governador. Entretanto, nenhum deputado abriu o jogo. “Da parte de Marconi Perillo, não há restrição a nenhum candidato”, observou.

Ex-prefeito de Goianésia, ele avalia que aquele que tem vontade de ser presidente convém ser “querido”, não apenas querer ocupar o cargo. Além de Helio de Sousa, os nomes de Lincoln Tejota (PSD); dos tucanos José Vitti e Mané de Oliveira, de Henrique Arantes (PTB) e de Francisco Oliveira (PHS) estão sendo ventilados.

As eleições para a Assembleia vão ocorrer logo após a posse dos deputados, no primeiro dia de fevereiro. O presidente eleito vai ocupar o cargo até 1º de fevereiro de 2017.

Obras

A nova sede está sendo construída na Avenida Olinda, no Setor Parque Lozandes, em Goiânia. As obras tiveram início em 2005, com previsão de serem entregues em 2008. No entanto, pararam em 2013 por falta de recursos. Agora, a previsão é que fique pronta em 2016.

Iniciados quando o ex-deputado Samuel Almeida (PSDB) era presidente, os trabalhos foram retomados ainda em 2013. O orçamento inicial era de R$ 52 milhões. Hoje, já soma R$ 80 milhões, recursos estes advindos do Tesouro do Estado.

O edifício vai contar com quatro elevadores panorâmicos e dois de carga. Cada um dos 41 deputados terá seu gabinete, além das salas que serão ocupadas pela Mesa Diretora. A região já abriga ou vai abrigar sedes de vários outros órgãos, como o Fórum de Goiânia, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e dos Ministérios Público de Goiás (MPGO) e Federal (MPF-GO).

O atual prédio, localizado na Alameda dos Buritis, no Setor Oeste, Região Central, faz parte da Área de Preservação Ambiental (APA) do Bosque dos Buritis. Com área total construída de 44 mil metros quadrados, a nova sede contará com quatro pavimentos, dois subsolos e 971 vagas para veículos, sendo seis para ônibus.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.