Guedes diz que mulher de classe média alta vai trabalhar e contribuir mais

Segundo ministro, mulheres pobres já atuam até 61,5 anos e por isso não serão atingidas

Foto: Reprodução / TV Câmara Federal

Durante sua defesa a reforma da Previdência, o ministro Paulo Guedes garantiu que esta não atingirá os mais pobres. Segundo ele, é a “moça de classe média alta” que trabalhará por mais tempo e pagará mais, também.

Guedes, que participa de audiência na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, desde o começo da tarde desta quarta-feira, 3, afirmou que as mulheres mais pobres já se aposentam, atualmente, com média de 61,5 anos. Na proposta de emenda constitucional que altera o regime previdenciário, a idade para elas se aposentarem seria elevada a 62 anos.

Conforme ele, a reforma atinge, justamente, “a moça de classe média alta que fez um concurso público nova, nunca ficou desempregada, contribuiu a vida inteira e se aposenta aos 55, 56”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.