Gregos decidem não aceitar propostas de credores internacionais

Maioria da população votou no “não” na consulta realizada neste domingo (5/7). Manifestantes comemoram na Praça Syntagma, em Atenas

Foto: Divulgação/Agência Lusa/EPA/Yannis Kolesidis/Direitos Reservados

Foto: Divulgação/Agência Lusa/EPA/Yannis Kolesidis/Direitos Reservados

O referendo realizado neste domingo (5/7) na Grécia para decidir se o governo federal deveria aceitar as propostas de credores internacionais em troca de ajuda financeira decidiu pelo “não”. Com 90% dos votos apurador, mais de 61% dos gregos tinham votado contra a aceitação dos termos da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional.

Para o vice-ministro da Economia russo, Alexei Likhachev, esse seria o primeiro passo do país para fora da zona do euro. Ele avaliou, entretanto, que seria prematuro dizer que a Grécia “irá até o fim do caminho”.

Antes mesmo da divulgação oficial do resultado do referendo, manifestantes já se reuniam na Praça Syntagma, em Atenas, para celebrar a vitória do “não”. Grupos chegavam ao local carregando milhares de bandeiras gregas.

* Com informações da Agência Brasil

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.