Governo Temer revida e declara embaixador da Venezuela “persona non grata”

Após anúncio de que o diplomata brasileiro não poderá voltar a Caracas, Itamaraty decidiu expulsar o venezuelano 

Gerardo Antonio Delgado Maldonado | Foto: Sandra Travassos

O governo do presidente Michel Temer reagiu à expulsão do diplomata brasileiro na Venezuela e decidiu, nesta terça-feira (26/12), declarar “persona non grata” o representante do País vizinho, Gerardo Antonio Delgado Maldonado.

Na prática, a decisão obriga o embaixador venezuelano a deixar o Brasil em até 72 horas. O comunicado foi divulgado pelo Itamaraty e aprofunda a crise entre os dois Países.

Na última semana, a presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Delcy Rodríguez anunciou a expulsão do representante brasileiro, Ruy Pereira, até que se restaure “o fio constitucional que o governo de fato violou neste país-irmão”.

Assim, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil informou que está seguindo o “princípio de reciprocidade”, mesmo não tendo especificado quanto tempo Maldonado, que mora em Brasília (DF), tem para deixar o País.

Isso porque, segundo informa a “Folha de S. Paulo”, até agora não houve comunicação oficial da chancelaria venezuelana ao governo brasileiro, nem definição de prazos para saída do embaixador — que passa as festas de fim de ano no Brasil.

 

Maldonado ocupa o cargo ante a ausência do embaixador titular, que foi convocado pela Venezuela como forma de protesto contra o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Carlos Spindula

Ja passou do tempo de romper relacoes com esse governo ditatorial e opressor da Venezuela e da Coreia do Norte.