Governo federal pretende privatizar todos os aeroportos até 2018, diz jornal

Segundo a “Folha de S. Paulo”, ministérios do Planejamento e dos Transportes conversam ainda sobre a possibilidade de extinção ou redução do tamanho da Infraero

Apesar de, até agora, só haver consenso sobre a venda de cinco aeroportos brasileiros, a área econômica dos ministérios do Planejamento e dos Transportes estaria planejando privatizar todos os 56 aeroportos do país até 2018. De acordo com a Folha de São Paulo, os processos seriam feitos em blocos, combinando aeroportos lucrativos com outros menores.

Outra questão que estaria em pauta é a extinção da Infraero, a estatal que cuida dos aeroportos. Nos planos do Governo Federal está a obrigação de que a concessionária que obtiver o serviço tenha que absorver parte dos funcionários que hoje trabalham na empresa. A ideia de agilizar a privatização seria ajudar os cofres públicos antes da eleição no ano que vem.

Segundo o secretário de Aviação Civil, Dario Reis, o plano é apenas reestruturar a estatal, deixando-o com uma estrutura mais enxuta, administrando apenas alguns aeroportos. Assim, ela deixaria de ter participação em alguns aeroportos.

Em março, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, já havia adiantado que aeroportos menores, como o de Goiânia, estavam na mira das privatizações.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.