Governo dificulta inscrição no Fies: agora aluno precisará de nota mínima no Enem

Medida passa a valer a partir desta segunda-feira (30/3). Quem obtiver nota inferior a 450 no exame ou zerar a redação não poderá pleitear financiamento

A partir desta segunda-feira (30/3), o estudante que obtiver média inferior a 450 pontos nas provas ou zerar a redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não poderá se inscrever para uma bolsa do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

A decisão do Ministério da Educação, que foi publicada em dezembro de 2014, não afetará os que já se inscreveram no programa anteriormente — as inscrições estão abertas desde fevereiro e seguem até o dia 30 de abril. Antes, era preciso apenas ter feito o Enem para solicitar o financiamento.

De acordo com estimativa de instituições que utilizam o programa, a mudança reduzirá em pelo menos 20% o número de contratos do Fies. Apesar do descontentamento de alunos e beneficiários, o MEC já avisou que descarta a possibilidade de abrir mão da exigência. Segundo a pasta, a mudança foi feita “em prol da qualidade do ensino superior e o diálogo com as entidades é permanente”.

Não estão sujeitos a essa regra os professores do quadro permanente da rede pública matriculados em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. (Com informações da Agência Brasil)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.