Governo de Goiás adere a plano nacional para chegar em 2028 com uma redução em até 50% no número de mortes no trânsito

Ações previstas têm potencial de preservar 86 mil vidas no período, no Brasil

Nesta quarta-feira, 17, o Governo de Goiás, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), assinará a adesão ao Plano Nacional pela Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans). O acordo será firmado durante a visita do secretário Nacional de Trânsito, Frederico Carneiro, à autarquia e visa estimular a soma de esforços entre esferas governamentais e sociais para implementar políticas públicas eficazes na prevenção de acidentes.

A meta do plano é a redução em 50% no número de mortes no trânsito até 2028. Em Goiás, aconteceram mais de 78 mil acidentes em 2020, quando foram registrados 1,5 mil óbitos, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública. Se cumprido o acordo, as ações previstas têm o potencial de preservar 86 mil vidas no período.

A educação de trânsito e a fiscalização ganharam lugar de destaque no projeto. Como a abordagem educativa tradicional tem resultados de médio e longo prazo, a proposta é estimular o engajamento da imprensa e promover campanhas de mídia para alcançar resultados em curto prazo.

Já a fiscalização deve ser focada no combate às principais causas de acidentes, como o excesso de velocidade e o consumo de álcool e outros psicoativos.

O tempo de atendimento também é uma questão importante para reduzir o risco de morte ou lesão grave. Por isso, o plano prevê que a prestação de socorro deve ser coordenada entre as diferentes áreas de especialidade.

A segurança veicular, a adequação da classificação viária e dos limites de velocidade às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) também são outros pilares que serão discutidos na execução do plano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.