Governo anuncia 39 novos contemplados pelo Fundo de Cultura 2015

Com mais recurso, secretária Raquel Teixeira anunciou R$ 5 milhões extras para projetos em diversas áreas 

Secretária Raquel Teixeira | Foto: Leoiran

Secretária Raquel Teixeira | Foto: Leoiran

A secretária Raquel Teixeira reuniu a imprensa na véspera de Natal para dar uma boa notícia relacionada ao Fundo de Cultura. Na Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), a titular da pasta anunciou R$ 5 milhões extras para o fundo.

Com o montante, 39 projetos que não haviam ficado entre os aprovados iniciais serão contemplados.  “Ainda não posso anunciar os nomes, pois precisam ser publicados no Diário Oficial do Estado. A lista deve estar disponível na quarta-feira [30/12]”, contou ela.

Foram mais de mil propostas concorrendo ao Fundo de Cultura de 2015, que teve mais de R$ 25 milhões disponibilizados. Foram 567 aprovados pela comissão analisadora e 205 selecionados. Assim, 362 projetos ficaram na “suplência”. E é justamente desse grupo que saíram os 39 novos contemplados com os R$ 5 milhões.

O valor extra advém de dois fatores. O primeiro é que alguns municípios — para os quais uma verba de R$ 3 milhões havia sido disponibilizada — não conseguiram viabilizar os projetos. O montante retornou, então, à Seduce. O segundo diz respeito a pouco mais de R$ 2 milhões, que vieram de um aumento na arrecadação do Estado.

“Como a Lei do Fundo de Cultura vincula um percentual da arrecadação líquida do Estado; sendo 0,17% em 2014; 0,3% em 2015; e 0,5% de 2016 em diante; estimamos cerca de 26 milhões para este ano. No entanto, houve um incremento na arrecadação o que permitiu a ‘sobra’ de 2 milhões a mais”, explicou a tucana.

Segundo a secretária, a decisão de disponibilizar o montante para o Fundo de Cultura foi uma decisão “mais que justa”, pois os projetos foram aprovados, apenas não conseguiram ser contemplados.

Os candidatos deverão ficar atentos à publicação do Diário Oficial do Estado, pois, uma vez aprovados, os projetos devem entrar em contato com a Seduce para dar prosseguimento no processo de captar o recurso — que depende da Secretaria da Fazenda.

“Esperamos que o pagamento se dê o mais rápido possível. No começo do ano, imagino. A partir de janeiro começamos a luta para conseguir o desembolso. Nosso interesse é o cumprimento o mais rápido possível”, arrematou.

A coletiva de imprensa foi concedida ao lado do maestro José Eduardo, do superintendente de Cultura, Nasr Chaul, e do produtor cultural Sasha Witkowiski.

 

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Adalberto De Queiroz

Sr. Editor. “Si hay gobierno, soy contra … financiamento público, estou fora. A Cultura deve ser uma iniciativa da sociedade e nela se alimentar e retro-alimentar. Sou pelo crowdfunding, como o provamos viável em Literatura Goyaz: Antologia 2015.