Governador destaca assinatura de protocolos de intenção em tempos de crise

De acordo com o Estado, as empresas devem ser instaladas em Goianápolis, Itumbiara e Goianésia, com investimentos de R$ 460 milhões e geração de 2.204 empregos

Equipe do governo e empresários assinaram protocolos de intenção na tarde desta quarta-feira (13/4) | Foto: Wagnas Cabral

Equipe do governo e empresários assinaram protocolos de intenção na tarde desta quarta-feira (13/4) | Foto: Wagnas Cabral

O governador Marconi Perillo (PSDB) liderou na tarde desta quarta-feira (13/4) a solenidade de assinatura de protocolo de intenções para que quatro grandes empresas venham para Goiás. Em seu discurso, o tucano declarou que, embora o Brasil atravesse a pior crise econômica de sua história, Goiás tem conseguido se sobressair por meio da atração de empresas, que garantem a geração de renda e emprego. Para Marconi, os empresários estão apostando na “pujança do Estado, na competitividade, incentivos fiscais e segurança jurídica”.

“Estamos em uma cerimônia muito emblemática, assinando protocolos que vão envolver investimentos diretos de cerca de R$ 460 milhões no nosso Estado. Portanto, é uma cerimônia muito importante. Goiás está saindo desse viés da crise e assinando importantes investimentos que vão gerar milhares de empregos diretos e indiretos. É importante destacar que, mesmo na crise, empresários apostam na pujança de Goiás”, afirmou o governador.

Em referência ao protagonismo dos empreendedores que “sabem aproveitar as oportunidades que as crises geram”, Marconi continuou: “Eles estão apostando mais uma vez em um dos diferenciais que o nosso Estado tem, que é a competitividade. Goiás é, hoje, um Estado estratégico para o desenvolvimento nacional”.

De acordo com o tucano, o governo tem feito a sua parte na garantia de incentivos e cumprindo com os pré-requisitos e garantias para que esses empreendimentos tenham condições de saírem do papel. “Avisem aos seus colegas que aqui as coisas não param, que o governo apoia o setor produtivo e nós precisamos de vocês para gerar emprego e renda”, disse o governador aos empresários.

“Temos uma estrutura desburocratizada, rápida, eficiente, pronta para atrair os investimentos e garantir aprovação dos protocolos na Fazenda, no Meio Ambiente e nas outras áreas com a maior rapidez possível. Queremos trazer cada vez mais investimentos, assegurar todas as garantias do Estado em termos de segurança jurídica, de apoio em todos os aspectos, para que todas essas empresas venham e gerem empregos.”

Quatro empresas

Marconi assinou com quatro empresas protocolos de intenções, além dos prefeitos de Goianápolis, Itumbiara e Goianésia. Uma delas é a Adimax Indústria e Comércio de Alimentos LTDA, que implantará uma unidade de fabricação de alimentos para animais em Goianápolis. Com investimentos de R$ 15 milhões, ela gerará 144 empregos diretos e indiretos, informou o governo.

A segunda empresa é a Zotue Motors do Brasil LTDA, montadora de veículos automotores, que construirá uma fábrica em Goianésia. Os investimentos anunciados são de R$ 88.642.791 com geração de 700 empregos diretos e indiretos. Goianésia também receberá uma unidade da Electro Motors do Brasil LTDA, montadora de veículos automotores de propulsão elétrica. Ela gerará 700 empregos diretos e indiretos, e os investimentos serão de R$ 82.136.945, segundo os dados divulgados nesta tarde.

A CAN-PACK S/A, última das quatro empresas anunciadas, será instalada em Itumbiara. A CAN-PACK em Goiás terá fábrica de latas de alumínio para indústria de bebidas que deve gerar 660 empregos diretos e indiretos, com investimentos de R$ 270 milhões.

O prefeito de Itumbiara, Francisco de Faria, o Chico Balla (PTB), disse que a instalação das empresas é fruto da arrojada e dinâmica política de incentivos fiscais praticada pelo governo. Paulo César Teixeira Duarte Filho, da CAN-PACK, afirmou que a empresa encontrou em Goiás tudo o que almejava: “segurança jurídica, desburocratização e eficiência na administração”.

Segurança Pública

Outro aspecto destacado pelo governo foi a nova política de segurança pública adotada em 2016, que, segundo o Estado, oferece as garantias esperadas pelos empresários. “Nós tomamos decisões de assegurar todos os direitos em Goiás, especialmente os direitos de propriedade. Nós não vamos admitir, em hipótese alguma, qualquer tipo de arruaça e bagunça aqui no Estado, qualquer quebra da ordem institucional. E essa é mais uma garantia que vocês terão para trazerem seus investimentos”, afirmou Marconi.

Estiveram na solenidade o vice-governador e secretário estadual de Segurança Pública e Administração Penitenciária, José Eliton (PSDB), a secretária estadual da Fazenda, Ana Carla Abrão, representantes do Fórum Empresarial e deputados. (Com informações do Gabinete de Imprensa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.