Goiás tem 66,28% em êxito na resolução de homicídios e supera países como Estados Unidos, diz estudo

Levantamento paralelo da Polícia Civil do Estado de Goiás aponta a resolução de 90% dos casos na Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH)

Governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado | Foto: Divulgação

Goiás tem 66,28% em índice de êxito na resolução global de homicídios e supera países como Estados Unidos. Os dados são do estudo da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, com apoio da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil, publicado neste mês de outubro, e se refere a avaliação de 2018 a 2020.

A marca é ainda maior na Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), conforme levantamento paralelo da Polícia Civil do Estado de Goiás, que aponta a resolução de 90% dos casos, no período de 2020 a 2021 – superior à de países que são referência mundial, como Estados Unidos (66%), Alemanha (88%) e Canadá (75%).

Ainda segundo a pesquisa feita pela unidade especializada, o número de prisões aumentou 123%. Em Goiânia, houve queda de 35% no número de homicídios e aumento de 252% na resolução de casos.

Cenário nacional

O levantamento nacional traz índices inéditos de resolutividade na elucidação de inquéritos policiais no Brasil, tanto pelas Polícias Civis dos estados quanto pela Polícia Federal. Realizado em todos os Estados e no Distrito Federal, o estudo revelou que a elucidação de inquéritos tem média nacional de 67,61%. Em casos de violência doméstica, o indicador sobe para 80%.

“Tudo isso é mérito dos nossos policiais que se empenharam em criar uma cultura de integração entre as forças. O meu reconhecimento de gratidão, de eterna certeza de que nós vamos chegar ao final do nosso governo com resultados em que o cidadão vai poder viver com total tranquilidade”, afirmou o governador Ronaldo Caiado (DEM).

Para o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, o alto índice de elucidação de inquéritos policiais está sendo um dos pilares de sustentação das quedas consecutivas nos indicadores de criminalidade apresentadas desde o início da gestão. “Nós temos números muito bons de redução, mas nós temos que buscar sempre o zero crime e nós vamos continuar trabalhando nesse sentido”, avaliou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.