Goiás encerra 2017 com aumento de 17% no número de novas empresas

Dados mostram, ainda que, a cada três empresas abertas, uma foi constituída por uma empresária

A Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) registrou em 2017 a abertura de 20.001 novas empresas. O número representa um avanço de 17,3% em relação aos 17.036 negócios constituídos em 2016. O desempenho revela uma taxa de natalidade empresarial de 55 novas empresas/dia ou 2,2 empresas/hora neste ano. Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Rio Verde e Caldas Novas lideraram o ranking de novas inscrições em 2017.

De cada três empresas abertas, uma foi constituída por uma empresária. O número de mulheres à frente de novos negócios foi de 33% neste ano, contra a média de 29% registrada no ano passado.

“Foi um ano de superação. Trabalhamos para melhorar e desburocratizar o ambiente de negócios em nosso Estado, com inovação e criatividade. O resultado está ai, com números satisfatórios, que foram além das metas que havíamos previsto”, avalia o presidente da Junta Comercial, Rafael Lousa.

O desempenho de 2017 superou a expectativa. O Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador, instituído pelo governador Marconi Perillo (PSDB) para melhorar a gestão pública, estabelecia uma meta de 15 mil aberturas de empresas para 2017. O resultado alcançado pela Juceg é 33,3% maior que o estipulado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.