Goiás é oitavo estado com mais empresas lideradas por jovens

Estado lidera no Centro-Oeste com 94 mil microempreendedores de idade entre 16 e 30 anos. Especialistas dão dicas para jovens superarem desafios cotidianos da empresa

De acordo com dados do Portal do Empreendedor, gerenciado pelo Sebrae, Goiás está na oitava colocação dos estados com maior número de empreendedores jovens. São 94.425 empresas do tipo microempreendedor individual (MEI) administradas por goianos com idade de 16 a 30 anos.

O ranking nacional é liderado por São Paulo (712.601 empresas), Minas Gerais (294.328) e Rio de Janeiro (271.334). Contudo, na Região Centro-Oeste, o estado lidera com alguma vantagem, superando o Distrito Federal (50.945), Mato Grosso (50.880) e Mato Grosso do Sul (38.260).

Em todo o estado há 58 empresas pertencentes a jovens de 16 e 17 anos. Outros 5.164 empreendimentos do tipo MEI têm proprietários com idade entre 18 e 20 anos. Na faixa etária de 21 a 30 anos, o número chega a 89.203 empresas. O ranking estadual é liderado pela capital Goiânia (28.261 empreendimentos), Aparecida de Goiânia (7.733) e Anápolis (5.515).

Pegando no pesado

Letycia e Vinícius “Thor” comandam academia especializada em crossfit. │ Foto: Acervo Pessoal

Vinícius Thor de Jesus Santana é um dos jovens empreendedores que entraram nessa estatística. Com 26 anos, ele abriu a CrossThor, sua própria academia de treinamento crossfit em Aparecida de Goiânia, há pouco mais de um ano.

Após trabalhar por quatro anos e meio de forma assalariada em outra academia do gênero, ele fundou a própria empresa em sociedade com sua esposa, Letycia dos Santos. Apesar de ser o seu próprio patrão, ele também é instrutor de 60 alunos no seu empreendimento.

Para bancar o investimento feito na academia – cerca de R$ 32 mil – Vinícius teve de abrir mão de alguns bens, inclusive o próprio carro. No início do ano, ele sofreu com o avanço da Covid-19, perdendo cerca de 80% de seu faturamento.

Apesar dos prejuízos, o empresário afirma ter se recuperado financeiramente e, atualmente, fatura 22% a mais do que em 2019. “O principal desafio é conseguir manter o público fiel ao seu negócio e fazer com que sua proposta seja concreta, de modo que cumpra o que promete. É preciso ter paciência e trabalhar de forma correta”, diz Vinícius. Ele conta que sua renda pessoal hoje é 35% maior em relação à época de assalariado.

Desafios do empreendedorismo

O especialista em empreendedorismo, Chaysther Lima trabalha com a capacitação de jovens que estão se preparando para iniciar na carreira de empreendedor. Para ele, a atitude empreendedora se manifesta com mais intensidade em jovens em função do espírito desbravador nato dessa fase da vida e da autonomia que a juventude busca para si.

Apesar disso, Chaysther destaca que os jovens devem se preparar para lidar com os desafios de gerenciar uma empresa, que podem envolver tomadas de decisões complexas e de alto grau de responsabilidade.

Para o especialista, é fundamental que o jovem empresário desenvolva habilidades como inteligência emocional, disciplina, persistência e foco. Além desse treinamento, o especialista indica a elaboração de um bom planejamento de negócios.

“Ao iniciar um negócio, ele [o empreendedor] dificilmente terá um ponto de equilíbrio imediato. É necessário ter paciência e persistência, pois pode levar meses ou até mesmo anos para obter lucros”, alerta Chaysther.

Treinamento

A empreendedora e escritora na área do empreendedorismo Jakline Tolentino acredita que os jovens empresários devem estar em constante aprimoramento profissional. “Conhecimento nunca é o bastante, e as empresas fora da realidade do mercado tendem a ser atropeladas pela concorrência”, diz a especialista.

Na avaliação de Jakline, as inovações tecnológicas imprimiram forte ritmo no mercado de trabalho, o que acaba abrindo oportunidades aos profissionais e empresas antenadas às novas demandas da sociedade.

Jakline Tolentino, Chaysther Lima e Alysson Costa, pesquisador em desenvolvimento pessoal na carreira, concordam com a afirmação de que empreendedores bem sucedidos estão sempre treinando suas próprias competências e as das suas equipes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.