Goiás busca independência de termoelétricas e produzirá 100% de energia limpa em 5 anos

Além de emitir menos poluentes, população se beneficiará com redução na tarifa de energia

Presidente da Comissão de de Minas e Energia, deputado Simeyzon Silveira (PSD)

Através do programa Goiás Solar, que instituiu políticas públicas que fomentam a produção de energia renovável, o estado perto de alcançar a independência das termoelétricas. o programa que já propiciava a geração de energia por meio do sistema solar fotovoltáico, será estendido também para outras fontes limpas.

De acordo com o presidente da Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa, deputado Simeyzon Silveira (PSD), Goiás já tem posição de destaque na produção de energia limpa no cenário nacional.

“Porém nós temos um alvo um pouco mais ousado de tornar Goiás um estado livre das termoelétricas. Nosso objetivo é que o estado de Goiás tenha uma cadeia totalmente limpa de produção energética”, frisou.

Para isso, o deputado busca diversificar as fontes de energia abrangendo também as Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), a biomassa, além da fotovoltáica.

“Complementando nossa matriz com outras fontes limpas é totalmente viável estarmos livres das termoelétricas nos próximos cinco anos”, destaca.

O parlamentar ressalta que o avanço significaria, além de emitir menos poluentes, uma redução na tarifa de energia.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.