Goiânia Mostra Curtas abre inscrições para oficinas gratuitas

O cadastro pode ser feito até o dia 15 de setembro e por meio do site do evento. Essa é a 14ª edição do festival e acontece entre os dia 7 e 12 de outubro, no Teatro Goiânia.

A atriz, escritora e ilustradora Rita Carelli irá  ministrar duas oficinas. Foto: Divulgação

A atriz, escritora e ilustradora Rita Carelli irá ministrar duas oficinas. Foto: Divulgação

O festival Goiânia Mostra Curtas abriu as inscrições nesta terça-feira (12/8) para oficinas gratuitas na área de audiovisual. Ao todo são cinco oficinas que serão ministradas por atores, cineastas e pessoas ligadas a televisão de renome nacional. As inscrições vão até o dia 15 de setembro e podem ser feitas pelo site do evento. Essa é a 14ª edição do festival e acontece entre os dia 7 e 12 de outubro, no Teatro Goiânia.

A curadoria das oficinas foi feita pela diretora geral do festival, Maria Abdalla. Em entrevista ao Jornal Opção Online, Abdalla destacou a importância dos temas escolhidos para esta edição do festival. “Optamos sempre por temas atuais, como por exemplo, a oficina de criação, desenvolvimento e roteiro para séries de TV”, disse.

Outro destaque apontado pela diretora foi a oficina voltada para o público infantil, ministrada pela atriz, escritora e ilustradora Rita Carelli. A abordagem tenta permitir uma experiência sobre a infância e a juventude em tribos indígenas espalhadas pelo Brasil por meio do cinema e da literatura.

Confira abaixo a programação completa:

Séries de TV: Criação, Desenvolvimento e Roteiro
A partir de análise de séries existentes e da apresentação de técnicas específicas para construção do universo ficcional de uma série (drama ou comédia), a oficina realizada durante a Goiânia Mostra Curtas deste ano se propõe a preparar os participantes para criar seus próprios projetos e escrever seus próprios roteiros. Foco é na realidade do mercado audiovisual brasileiro. São ao todo 20 vagas para o curso, que será realizado no CCUFG entre os dias 8 a 10 de outubro, das 14h às 18h.

Quem promove a oficina é o roteirista e diretor de TV e cinema, David França Mendes com histórico também como executivo de desenvolvimento em produtoras e foco em criação de projetos originais. Apenas em 2014, por exemplo, dois projetos originais de séries de ficção para TV já têm sua produção confirmada. “A Garota da Moto”, para o SBT (26 episódios de 45 minutos), e “Um Belo Dia Resolvi Mudar”, para a Globosat (10 episódios de 22 minutos). Em ambos o casos, criou o projeto e irá ser o roteirista-chefe.

Assistência de Direção
Com foco nas etapas de trabalho do Assistente de Direção, peça chave na engrenagem do fazer cinema, durante a pré-produção e a filmagem, a oficina será promovida no Centro Cultural Cara Vídeo, durante os dias 09 a 11 de outubro, das 9h30 às 13h30, com 25 vagas. O curso ainda reitera discussões como leitura de roteiro e análise técnica; locações e decupagem; elenco e ensaios; lógicas para montagem de um plano de filmagem; estudo e compreensão da visão do diretor; liderança e coordenação de set; meio de campo entre produção e direção e direção de figuração.

A oficina é ministrada por Laura Mansur, que já participou de mais de 20 curtas-metragens em São Paulo e Porto Alegre, entre eles os premiados nacional e internacionalmente “A Mula Teimosa e o Controle Remoto” e o documentário cigano “Tarabatara”. Laura trabalha na Casa de Cinema de Porto Alegre com Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo em seus longas e série para a TV desde 2004, entre “Doce de Mãe”, “Decamerão” e “Homens de Bem”. Em São Paulo, fez 1ª Assistência de Direção nos longas “Rio Cigano” de Julia Zakia, “Cores” de Francisco Garcia, “Riocorrente” de Paulo Sacramento, “Permanência”, de Leonardo Lacca, e na série para TV “Pedro & Bianca”, com direção de Fabio Mendonça e Roberto Moreira (TV Cultura).

Construção de Personagem
Como abordar o texto? O que propor em um teste? Quais os primeiros passos para esboçar a construção de um personagem? O objetivo da oficina é oferecer algumas ferramentas a jovens que desejem atuar em cinema. Através de fragmentos de textos e roteiros os participantes serão convidados a experimentar diferentes personagens colocando em valor características suas e sendo desafiados e experimentar novas possibilidades corporais. A oficina possui 20 vagas e acontecerá também no CCUFG, durante os dias 08 a 11 de outubro.

A atriz, escritora e ilustradora Rita Carelli é quem realiza a oficina. Formada pela Escola Internacional de Teatro Jacques Lecoq, em Paris, ministrou cursos de atuação nas escolas francesas Beuvin A e B, Félix Eboué e Heredia, no Teatro Vila Velha, em Salvador, no SESC Santo Amaro, em São Paulo, no Espaço Coletivo, em Recife, da Companhia Angu, entre outros. Atuou também em mais de 10 filmes entre curtas e longas-metragens tendo sido premiada em diversos festivais de cinema.

Introdução a Elaboração e Apresentação de Projetos para TV
O curso, ministrado por Mariana Brasil, apresenta um panorama geral do mercado de TV e informações importantes para que você elabore e apresente um projeto aos canais de televisão de forma adequada, preparando os produtores independentes de audiovisual para encarar este nicho de mercado que é a TV e está descobrindo métodos e formas de trabalho. O curso, que não é sobre leis de incentivo, nem roteiro e criação de conteúdo para TV, acontecerá do dia 09 a 11 de outubro, no CCUFG e possui 20 vagas.

Mariana trabalha há 20 anos no mercado de produção independente de audiovisual, sendo que há 9 atua na área de Coordenação de Produção de projetos audiovisuais em produtoras e em emissora de televisão. Foi gerente de produção na TV Cultura/SP na Diretoria de Documentários e Produção Independente durante a gestão de Paulo Markun, onde gerenciou mais de 120 produções próprias ou independentes que consolidaram sua experiência na área de formatação, apresentação e gerenciamento de projetos.

Oficina Cineastas Indígenas para Jovens e Crianças
Ministrado também pela atriz e escritora Rita Carelli, a oficina consiste em proporcionar às crianças não-indígenas uma vivência sobre a infância e a juventude em alguns povos indígenas no Brasil através do cinema e da literatura. Alguns curtas-metragens realizados por cineastas indígenas formados pelo Vídeo nas Aldeias (escola de cinema para povos indígenas que atua há mais de 25 anos em comunidades de todo Brasil) serão veiculados para o público presente. A oficina tem 15 vagas e acontece nos dias 11 e 12 de outubro, na Fnac Goiânia, destinado à crianças entre 7 e 12 anos.

Juntamente com Ana Carvalho e Vincent Carelli, Rita é autora do livro “Cineastas Indígenas para Jovens e Crianças” patrocinado pela UNESCO. O trabalho foi destacado entre os projetos que apoiam a infância e a juventude por sua qualidade técnica e artística e sua relevância social e humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.