Goiânia integra projeto-piloto de Moro para combate à violência

Ministro da Justiça e da Segurança Pública anunciou municípios nesta quarta-feira, 15. Critério foram os elevados índices de homicídio

Sergio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública | Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Goiânia integra a lista de cidades que farão parte de um projeto-piloto do Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta, concebido pelo ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública). O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 15. Além da capital goiana, estão incluídas Ananindeua (PA), Cariacica (ES), São José dos Pinhais (PR) e Paulista (PE).

Segundo o ministro, o critério de escolha das cidades é a alta taxa de homicídios por 100 mil habitantes. De acordo com o Ministério da Justiça e da Segurança Pública, as taxas dos municípios selecionados, em 2017, foram: Ananindeua, 68,2/100 mil; Paulista, 47,4/100 mil; Cariacica, 42,3/100 mil; São José dos Pinhais, 40,1/100 mil; e Goiânia, 33,6/100 mil. A média brasileira, naquele ano, foi de 30,3 por 100 mil.

O projeto prevê ações conjuntas entre forças federais (Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal), estaduais (polícias Civil e Militar) e municipais (Guardas Civis). Além da repressão em bairros considerados violentos, o governo federal pretende que sejam levadas políticas públicas das três esferas.

Moro, contudo, não divulgou metas de redução da criminalidade. “É algo [sobre o qual] não se pode ter um prognóstico absoluto. Vão ser realizadas medidas tendentes a reduzir essa criminalidade de maneira significativa”, disse o ministro, em entrevista coletiva.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.