Goiânia faz parte das capitais ‘mais ricas’ e populosas com maiores taxas de mortes por Covid, diz estudo

O Índice de Eficácia no Enfrentamento da Pandemia de Covid-19, mostra que quando se olha pelas capitais que foram mais eficazes o município goiano aparece em 16º lugar com índice de 0,644

Médico em atendimento a paciente com Covid-19 | Foto: Tatiana Fortes

Goiânia está entre as capitais com economia crescente que tiveram os piores resultados no combate à Covid-19. É o que diz um estudo do Instituto Votorantim sobre a vulnerabilidade dos municípios brasileiros durante a pandemia. Quando se olha pelo índice das capitais que foram mais eficazes o município goiano aparece em 16º lugar com índice de 0,644.

Entre as capitais, Florianópolis (0,831); São Paulo (0,786); Palmas (0,749); Belo Horizonte (0,748) e Curitiba (0,715) foram as mais eficazes no enfrentamento à doença. Em sentido oposto está Cuiabá (0,568); Manaus (0,574); Porto Velho (0,575); João Pessoa (0,580) e Rio de Janeiro (0,595), que foram as mais ineficientes.

O Índice de Eficácia no Enfrentamento da Pandemia de Covid-19, foi feito com base nas características da população, da economia e da rede de saúde de cada município, onde os pesquisadores estimaram quantas mortes seriam esperadas em cada um deles, considerando a média brasileira.

Segundo o estudo, existe uma relação entre os dados socioeconômicos e taxas de letalidade em cidades brasileiras. O levantamento revela, segundo reportagem do UOL, que quanto melhor o desempenho em indicadores como Produto Interno Bruto (PIB) per capita, percentual da população empregada e média salarial dos trabalhadores mais mortes por Covid ocorreram proporcionalmente. O mesmo é observado em relação aos municípios mais populosos e com maior densidade populacional.

Veja a lista que classifica a eficiência das capitais no enfrentamento à Covid-19:

1- Florianópolis  – 0,831

2-São Paulo – 0,786

3- Palmas – 0,749

4- Belo Horizonte – 0,748

5- Curitiba – 0,715

6- Vitória –  0, 703

7- Maceió – 0,680

8- Porto Alegre – 0,680

9- São Luís – 0,679

10- Salvador – 0,663

11- Rio Branco –  0,662

12- Brasília – 0,659

13- Boa Vista – 0,654

14- Recife – 0,648

15- Teresina – 0,648

16- Goiânia – 0,644

17- Natal – 0,642

18- Campo Grande – 0,627

19-  Fortaleza – 0,626

20- Belém – 0,624

21- Aracaju – 0,620

22- Macapá – 0,608

23- Rio de Janeiro – 0,595

24- João Pessoa – 0,580

25 – Porto Velho – 0,575

26- Manaus – 0,574

27- Cuiabá – 0,568

Fonte: Instituto Votorantim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.