Giovani Ribeiro lança livro de poemas “Devaneios da Linguagem” nesta segunda (21)

Obra publicada pela Editora Kelps será apresentada ao público a partir das 20 horas de hoje no auditório da igreja Assembleia de Deus campo de Campinas, em Goiânia

O escritor, filósofo e pastor Giovani Ribeiro Alves lança na noite desta segunda o livro de poemas “Devaneios da Linguagem” | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

“Devaneios da Linguagem”, livro do professor e pastor Giovani Ribeiro Alves, será lançado na noite desta segunda-feira (21/5) às 20 horas no auditório da igreja Assembleia de Deus campo de Campinas, que fica na Rua Senador Jaime, número 715, em Campinas, na capital goiana. De acordo com Giovani, a obra, publicada pela Editora Kelps, é composta por “poemas curtos, mas bem reflexivos”.

Com presença confirmada do bispo Oídes José do Carmo e autoridades religiosas, políticas e de outras organização no lançamento, o livro de Giovani Ribeiro terá trechos lidos e comentados pelo escritor Delermano Vieira Sobrinho, responsável pelo prefácio da obra de Giovani Ribeiro, além de celebração religiosa, com louvor e adoração, além de cântigos.

O autor de “Devaneios da Linguagem” é filósofo pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), professor da disciplina na rede estadual de ensino e do Instituto Bíblico de Campinas (Ibicamp). Pastor auxiliar da igreja na qual acontecerá o lançamento do livro, Giovani é membro da Associação Goiana de Imprensa (AGI) e da União Brasileira dos Escritores – Seção Goiás (UBE-GO).

Giovani é filho de Norberto Alves, o líder comunitário Dete, casado com Leila Garcês de Araújo Alves, professora-doutora no Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiás (ICB-UFG) e pai de Luís Neto.

Principais poemas

Para Giovani, dos 132 poemas que compõem o livro de 151 páginas, três são destacados pelo autor como aqueles que estão entre os mais interessantes da obra. São eles “Ausência”, que abre “Devaneios da Linguagem”, que tem versos mais românticos e é um dos favoritos do escritor, “Quem Sou Eu”, que tem pegada filosófica, e “Língua Portuguesa”, explicada por Giovani como uma homenagem ao nosso idioma.

O evento conta com apoio institucional da Prefeitura de Goiânia e a Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Publicamos abaixo o poema “Ausência”, considerado pelo autor o favorito dele no livro:

Ausência

Ainda que distante
mas, e presença que machuca,
é noite fria em dias quentes,
é flor intensa de dias sem primavera.

Ainda que seja um amor inexplicável
é dor sentida por quem sozinho se explica,
é lágrima vertida por quem nunca chorou,
é ausência sentida na presença da multidão.

Livro “Devaneios da Linguagem” (Editora Kelps, 151 p.) tem poemas filosóficos e românticos, descreve o autor | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Ainda que é a saudade que fica,
é o desejo de ir na ilusão de um encontro,
é o platonismo desejado no calor de um beijo impossível,
é a contradição de um adeus que nunca será dito.

Ainda que é o poder latente da ausência
é o verso que sangra no pedido de retorno,
é o amor nunca correspondido na vida que se prossegue.

Lançamento do livro de poemas “Devaneios da Linguagem”, de Giovani Ribeiro Alves
Data: segunda-feira (21/5)
Hora: 20 horas
Local: auditório da igreja Assembleia de Deus campo de Campinas
Endereço: Rua Senador Jaime, número 715, Setor Campinas

Deixe um comentário