Ginecologista é acusado de assédio sexual contra pacientes

Nove mulheres já prestaram depoimento contra o médico. Defesa alega inocência

Foto: reprodução

Um médico ginecologista e obstetra que atua no interior da Bahia é investigado pela polícia por ser, supostamente, o responsável por assédio sexual a 24 pacientes. Orcione Júnior já foi denunciado por nove mulheres desde a terça-feira, 14, quando a primeira denúncia foi protocolizada.

Os crimes vieram à tona por meio de um perfil criado no Instagram na sexta-feira, 10. Para o advogado do médico,  Paulo de Tarso, o ginecologista é inocente e vítima de calúnia e difamação.

As denúncias são feitas sob acompanhamento da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), onde as vítimas estiveram na segunda-feira, 13, e fizeram relatos diante da delegada titular da delegacia, Dercimária Cardoso Gonçalves.

Segunda a defesa de Orcione o caso teria se iniciado com uma notícia falsa e aponta que já há nas redes sociais uma condenação precoce do cliente. “Vai ver se realmente fez, se não fez, o que estou combatendo e estou indignado é que independentemente do resultado de um processo desse, o fato é que ele já foi condenado, já estão chamando ele até de estuprador”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.