Gestão Iris atrasa, mais uma vez, pagamento de médicos credenciados

Prefeitura deveria ter ter depositado salário do mês de setembro até o dia 20 de outubro

Secretaria Fátima Mrué: indisposição até com médicos | Foto: Alberto Maia

A gestão do prefeito Iris Rezende (PMDB) atrasou, mais uma vez, o pagamento dos médicos credenciados (não efetivos) à rede municipal de Saúde. O salário referente ao mês de setembro deveria ter sido depositado até o dia 20 de outubro, o que ainda não aconteceu.

Em entrevista ao Jornal Opção, o secretario de Comunicação do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (Simego), Rafael Martinez, lamentou o descaso da atual administração com a categoria.

“Os atrasos têm sido recorrentes e agora chegou a virar o mês. É apenas um reflexo do contrato precário proposto pela secretaria [Fátima Mrué], que penaliza médicos e não tem compromisso com nada”, destacou.

Segundo o representante, a Secretaria Municipal de Saúde tem alegado que o acordo de trabalho prevê pagamento até o 20º dia útil do mês, não até o dia 20: “Fazem manobras para não honrar o compromisso, mas, mesmo na ‘previsão’ deles, o salário está atrasado.”

No mês passado, os médicos chegaram a cogitar uma paralisação no atendimento justamente pelo mesmo motivo.

“Querem arranjar um culpado que não seja a administração por essa gestão está falha, que não paga nada, nem sequer exames. Nós profissionais não temos culpa disso”, completou.

Segundo ele, a secretaria não deu qualquer posicionamento sobre o atraso nos salários.

Resposta

Jornal Opção encaminhou solicitação de nota resposta à Secretaria Municipal de Saúde e aguarda retorno.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.