Gás para comércio e indústria fica 6,5% mais caro a partir desta quinta (2)

Desde junho os botijões maiores do que 13 quilos vêm sofrendo com as altas. O preço já está 47,6% mais caro

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira  (1/11) um reajuste médio de 6,5% dos preços de comercialização às distribuidoras do gás liquefeito de petróleo, (GLP), o gás de cozinha destinado aos usos industrial e comercial, em vasilhames maiores do que 13 quilos. O aumento entra em vigor nesta quinta-feira (2/11).

Em nota divulgada esta tarde, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o aumento de preço ficará entre 4,5% e 7,7% para o consumidor, dependendo do polo de suprimento.

Desde junho, quando anunciou nova política de preços para o segmento, a Petrobrás vem realizando ajustes mensais no preço do gás. No fim do mês de setembro, o gás de uso industrial já havia sofrido aumento de de 7,9 %.

Com o aumento acumulado, o valor do produto destinado a embalagens maiores que 13 Kg  já está 47,6% mais caro.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.