Fusão entre Cidadania, Rede e PV passa pela defesa das mesmas pautas, diz Virmondes Cruvinel

Deputado estadual confirmou que há conversas para a fusão entre os partidos. Luciano Huck pode se filiar ao Cidadania

Partidos podem buscar outros parlamentares para aumentar a bancada na Alego| Foto: Maykon Cardoso/Alego

O Cidadania pode se fundir com o Partido Verde (PV) e a Rede para criar um novo partido pensando no pleito eleitoral de 2022. A ideia inicial é de que haja a fusão para lançar a candidatura de Luciano Huck para a presidência nas próximas eleições. O Cidadania vem conversando com o apresentador para se filiar ao partido. 

Em entrevista ao Jornal Opção, o deputado estadual Virmondes Cruvinel (Cidadania), confirmou que as tratativas para a fusão estão em andamento. A defesa das mesmas pautas e bandeiras foram citadas pelo deputado para justificar a fusão. “O Cidadania, a Rede e o PV têm pautas muito semelhantes nas discussões, bandeiras e com isso há uma certa abertura de diálogo”. O pleito eleitoral de 2020 também foi um termômetro dentro dos partidos que fizeram alianças para a disputa das eleições municipais. 

O diálogo entre Cidadania (antigo PPS) e PV vem de muito tempo. No pleito municipal de 2008, o PPS lançou candidato ao Paço Municipal, enquanto o vice foi do Partido Verde. Em Goiás, os partidos esperam fortalecer o projeto regional no próximo pleito. Enquanto isso, em âmbito nacional, os partidos buscam com a fusão ampliar forças e a bancada para as próximas eleições em 2022.

Para 2022, os partidos terão que cumprir a “cláusula de barreira”. Os partidos que não alcançarem 2% dos votos para deputado federal irão perder o direito a verbas do fundo partidário e ao tempo de propaganda na televisão e no rádio. O PV foi um dos partidos que não atingiram a porcentagem necessária nas eleições de 2020. Para o deputado, a fusão pode dar maior musculatura para um projeto político único a todos os partidos envolvidos na fusão. “Pela semelhança de pautas é uma alternativa de identidade de projetos. Naturalmente, pela força política, a cláusula de barreira é consequência, une o útil ao que é possível respeitando essa questão da cláusula”, pontuou. 

Dos três partidos que podem se fundir, o Cidadania é o único com representante na Alego. Para o deputado Virmondes Cruvinel, caso seja possível, o partido irá buscar algum parlamentar em outro partido para ampliar a bancada. ““Nós vamos deixar a porta aberta, até porque uma vez que houver essa fusão, existe a possibilidade de ser uma alternativa para a busca de algum parlamentar”.  Entretanto, o deputado frisou que haverá um trabalho para encorajar novas pessoas a disputarem o mandato na Alego no próximo pleito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.