Camarão GG “maior que cérebro de petista”. Foi com esses dizeres ofensivos que o Frigorífico Goiás anunciou uma promoção nas redes sociais. A publicação, que até o fim da tarde desta terça-feira, 9, já tinha mais 180 mil visualizações, tem gerado indignação entre esquerdistas e apoio entre representantes da direita. O vídeo, feito por meio de Inteligência Artificial, é apresentado por Clarice, um avatar de uma mulher branca, loira e de olhos claros.

O Jornal Opção tentou contato com o diretório da PT em Goiás, que ainda não se pronunciou sobre o caso. A reportagem também foi atrás do Frigorífico Goiás, mas até o momento não teve retorno.

O frigorífico em questão – uma boutique de carnes, na verdade – já teve o cantor Gusttavo Lima como sócio. A sociedade foi desfeita em há quase um ano e, na época, a assessoria de imprensa do sertanejo se limitou a dizer que ele “não tinha mais nada” com a empresa.

Empresa coleciona polêmicas

Não é a primeira polêmica política que o estabelecimento se envolve. Uma promoção de “picanha mito” a R$ 22 no dia da eleição pra presidente causou tumulto. O valor original era R$ 129,99. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) chegou a autuar a empresa e determinar o pagamento de multa de R$ 10 mil por hora se a promoção permanecesse no ar.

Na época, o Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu também que o frigorífico e Gusttavo Lima fossem condenados a pagar uma multa de R$ 20 mil por propaganda eleitoral irregular. O helicóptero da empresa era plotado com a frase “Bolsonaro presidente”.