Francisco Júnior não descarta prefeitura de Goiânia, mas diz estar focado em Brasília

“Se um dia for prefeito, serei 100% prefeito, como sou 100% deputado federal”, disse sobre o atual momento

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O deputado federal Francisco Júnior (PSD) disse ao Jornal Opção que ainda não existe um trabalho em andamento para disputar a prefeitura de Goiânia, mas que tem se preparado e estudado a questão das cidades inteligentes para, caso se candidate, ter uma participação de qualidade. “Sempre fico feliz por ser lembrado. Em tempo de crise, sou lembrado por coisa boa”, brincou.

Apesar de não descartar a possibilidade, o parlamentar diz estar profundamente focado em Brasília. “Estou sempre preocupado com Goiânia, mas estou com dedicação integral ao meu mandato. Se, em algum momento, eu for solicitado pelo meu partido e pela sociedade para concorrer, haverá o momento certo para tomar a decisão. E se um dia for prefeito, serei 100% prefeito, como sou 100% deputado federal”, garantiu.

Precoce

Para o congressista, muitos se apresentam como pré-candidatos neste momento, o que é um erro. “Temos muitos problemas no Brasil em relação a gestão, justamente, porque queremos identificar o gestor antes dos problemas. Definir o médico sem saber a doença”.

O congressista elabora que primeiro é necessário aprofundar os desafios da cidade e ver quais são os problemas, para então definir o perfil de gestor que Goiânia precisa e posteriormente qual seria pessoa que se enquadra nesse perfil.

“Pode ser a pessoa mais experiente e não resolver. De nada adianta contratar um cardiologista para resolver o problema de dente de uma pessoa”.

Apoio

Também foi perguntado ao legislador federal se existem conversas nesse sentido com o senador Vanderlan Cardoso (PP) e se ele lhe daria seu apoio em uma possível disputa. Conforme Francisco, o pepista é seu amigo e eles pensam semelhante em muitos aspectos, e, inclusive, eles trama o que seria melhor para a cidade.

Mas sobre o apoio, “ainda não existe nenhuma ação concreta de coligações”.

Iris Rezende

Ele lembra que Iris (MDB), que ainda não definiu seu papel no próximo pleito, se disputa ou não a reeleição, tem a historia mais longeva da política goiana, com mais de 60 anos de vida publica. “Precisa ser profundamente respeitado”, ressaltou ao lembrar que o emedebista foi governador, senador, e está gestor de Goiânia pela quarta vez.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.