Francisco Jr. deixa Alego com mais de 200 projetos de Lei apresentados

Eleito deputado federal, o parlamentar pretende defender as mesmas bandeiras 

Deputado Francisco Jr. durante coletiva de imprensa | Foto: Denise Xavier

O deputado estadual Francisco Jr. (PSD) concorreu na última disputa pelas cadeiras da Câmara dos Deputados, em Brasília, e terminou eleito com mais de 110 mil votos para a próxima legislatura. O parlamentar deixará a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) com “mais de 200 projetos apresentados, sendo mais da metade deles sancionados”.

Em entrevista ao Jornal Opção, o federal eleito conta que tem se esforçado para deixar poucos projetos tramitando na Casa até o final de seu mandato na esfera estadual. “São vários projetos importantes e que tiveram um apelo muito grande da sociedade para serem votados. Agora o que nos resta é trabalhar pela sanção dessas matérias.”

Sobre sua passagem pelo Legislativo goiano, o deputado ressalta que teve um mandato pautado pela interlocução com os diversos grupos organizados da sociedade. “O nosso mandato existe em favor da vida e da qualidade dela. Nós costumamos ouvir e acolher os grupos que carecem de atenção por parte do Poder Público. Juntamente a cada um deles é que elaboramos esses projetos”, explica.

Dentre as diversas proposituras apresentadas por ele, Francisco Jr. destaca os que estão voltados aos anseios dos portadores de deficiência física, como a PEC que assegura que 1% dos cargos comissionados sejam destinados aos portadores de alguma deficiência. “Eles não são incapazes. Apesar de possuírem alguma deficiência são pessoas completamente capacitadas a desempenhar bem o seu trabalho”, justifica.

Ele também garante que continuará defendendo as mesmas bandeiras no Congresso Nacional na intenção de corresponder ao desejo de mudança do povo brasileiro. “As expectativas são as melhores possíveis. O País vive um tempo de mudança onde os brasileiros estão muito conscientes daquilo que não querem. O que eles querem é que precisa ser debatido e quero poder participar dessa construção”, pontua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.