Flávio Buonaduce: “Reajuste na UHD é conquista da advocacia goiana”

Pré-candidato da OAB Forte rebate críticas de oposicionistas e afirma que está mais preocupado em construir projeto para a Ordem

marconi e buonaduce

Flávio Buonaduce e o governador Marconi Perillo após a reunião que culminou no aumento da UHD | Foto: Eduardo Ferreira

Pré-candidato à presidência da OAB-GO pelo grupo OAB Forte, Flávio Buonaduce relatou ao Jornal Opção Online que, após a autorização do aumento da Unidade de Honorários Dativos (UHD) — assinada pelo governador Marconi Perillo (PSDB) nesta semana –, várias subseções que aderiram à paralisação já normalizaram o serviço.

Apesar de não precisar o número exato de cidades que seguiram a orientação da atual direção, comandada pelo presidente Enil Henrique, o advogado sustenta que colegas do interior também perceberam que a postura combativa e de enfrentamento acabou por prejudicar as negociações com o Estado.

“Entendo que o embate não foi a melhor solução. Respeito a decisão, mas era importante não fechar o canal de negociação com o governo, e foi isso que nosso grupo fez. A política da Ordem não surtiu efeito, então fomos pelo caminho inverso”, explica.

Buonaduce, juntamente com lideranças da OAB Forte e representantes de subseções, esteve com o governador tucano na última terça-feira (25/8), quando acertou o reajuste de 80 para 165,25 reais. “A dobra do valor será imediata, feita por meio de decreto do governo”, afirma ele.

Apesar de conversas sobre o aumento junto ao Poder Executivo datarem o começo dos anos 2010, a oficialização só foi feita após trabalho de Flávio Buonaduce junto ao secretário de Governo, Henrique Tibúrcio, e o próprio governador Marconi Perillo. “Na verdade, não existe autor da ideia. É uma conquista muito importante da advocacia em Goiás”, ressalta.

Questionado sobre a utilização como bandeira política por parte de outros pré-candidatos, o representante da OAB Forte prefere não entrar no mérito. “Se alguém quiser assumir a autoria da conquista ou fazer críticas ao reajuste, pode fazer. Nós estamos preocupados em seguir ouvindo os advogados para construir um projeto para a advocacia goiana”, esclarece.

De fato, Flávio Buonaduce lançou, na semana passada, o Observatório da Advocacia Goiana, e vai percorrer as subseções do interior para discutir o futuro da categoria: “A tônica da nossa candidatura é manter a transparência e interlocução características da OAB Forte, com foco na manutenção do profissional no mercado de trabalho”.

“A caminhada está cada dia melhor, tenho visitado cidades no interior, não para campanha, mas sim pelo projeto. A recepção está sendo fantástica, todos os lugares que fomos até hoje nos receberam muito bem. Estamos trabalhando a base, pois nosso projeto não vem de cima para baixo”, arremata.

Avanço

Além do aumento da UHD, o governador Marconi Perillo garantiu a Flávio Buonaduce que irá formular um projeto de lei, a ser encaminhado com urgência à Assembleia Legislativa do Estado, que resolverá, de uma vez, a situação do reajuste no pagamento. “Esta será a grande conquista da advocadia: criaremos uma receita, um fundo, para que a revisão seja feita automaticamente”, comemora.

A ideia é propor uma revisão nos percentuais das taxas pagas aos cartórios (chamadas de emolumentos). “Dentro do percentual que é destinado ao Estado, estará incluso um exclusivo para os advogados dativos. Será uma política perene para reajustar o UHD em Goiás”, arrematou.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.