Flávio Buonaduce conquista reajuste do UHD após reunião com governador

Encontro foi solicitado pelo candidato da OAB Forte, visando a reabertura de diálogo sobre o aumento da verba para advogados dativos

Encontro ocorreu na tarde desta terça-feira (25/8)

Encontro ocorreu na tarde desta terça-feira (25/8)

O candidato da OAB Forte para o pleito deste ano, Flávio Buonaduce, anunciou, na terça-feira (25/8), que o governo do Estado irá conceder o reajuste da Unidade de Honorários Dativos (UHD), antiga reivindicação da classe advocatícia goiana. O valor saltará de R$ 80,00 para R$ 165,25.

O anúncio veio após encontro entre Buonaduce e o governador Marconi Perillo (PSDB), juntamente com um grupo de advogados, conselheiros e presidentes de subseções. A reunião foi solicitada pelo próprio candidato como forma de reabrir o diálogo de negociação sobre o reajuste para os advogados dativos.

Durante a reunião, o candidato da OAB Forte entregou um documento formalizando o pedido. Conforme frisou, a solicitação feita a Marconi “não é e nem foi colocada como moeda de troca ou barganha eleitoral.” Segundo Flávio Buonaduce, a iniciativa tem como objetivo retomar um canal de discussão com o governo e “aplacar qualquer tentativa de pressão desrespeitosa por parte da instituição”.

“A luta pela remuneração mais digna dos Advogados Dativos já alcançou muitas conquistas; porém, precisamos ser humildes e admitir que ainda estamos distantes da justa recompensa ao importantíssimo trabalho deste profissional à população mais carente”, destacou Buonadoce no documento entregue ao governador.

Na oportunidade, Marconi  agradeceu a presença dos cerca de 30 advogados e confirmou a atualização do valor da UHD. “O secretário Henrique Tibúrcio sempre deu muita ênfase à necessidade de avançarmos nesse assunto, como presidente da OAB-GO e agora como secretário”, afirmou.

A minuta com recurso específico e com o reajuste deverá ser elaborada pelas secretarias de Governo e Casa Civil e encaminhada até a próxima semana para a apreciação da Assembléia Legislativa.

Confira na íntegra o documento entregue por Buonaduce ao governador durante o encontro:

Goiânia, 25 de agosto de 2015.

Exmo. Governador do Estado de Goiás

Senhor Doutor Marconi Perillo,

Primeiramente, falo em nome de um grupo de advogados integrantes da Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás que, de forma muito respeitosa, vêm registrar publicamente nosso manifesto em favor do Advogado Dativo e pedir a abertura de diálogo entre a advocacia e o Governo do Estado para uma reavaliação sobre a questão da UHD (Unidade de Honorários Dativos).

A luta pela remuneração mais digna dos Advogados Dativos já alcançou muitas conquistas; porém, precisamos ser humildes e admitir que ainda estamos distantes da justa recompensa ao importantíssimo trabalho deste profissional à população mais carente. Essa atividade, vale lembrar, vem suprir uma ausência do Estado; todavia, os advogados têm sido parceiros do Governo na solução desse problema que queremos ver no futuro vencido.

Reitero nossa pauta de reinvindicação em favor de um aumento que dignifique a categoria, ao mesmo tempo, faço questão de deixar claro que a revisão da UHD não é e nem está sendo colocada como moeda de troca, uma barganha eleitoral, nem artilharia para enfrentamento.

Deixo claro que o momento é de negociação. Quero pedir um olhar mais atencioso para a questão. Desejo que o Governo do Estado observe o esforço do advogado do interior em garantir que o cidadão tenha resguardado o direito de defesa em troca, muitas vezes de um salário mínimo ou em outros casos, de honorários que não garantem nem a sobrevivência. Isso avilta a profissão, desestimula uma atividade fundamental na sociedade, desmoraliza o serviço público e gera consequências nefastas ao nosso Estado. Peço ainda, que o Senhor Governador, reveja os índices atualmente pagos e nos conceda a honra de sentarmos juntos para encontrarmos uma política mais adequada aos interesses profissionais e sociais ora em questão.

Senhor Governador, Doutor Marconi Perillo, como governante de nosso Estado, como combatente da verdadeira política de construção social e, me permita, como colega das trincheiras da advocacia, solicito a atenção particular sobre a remuneração do dativo. Ele é muito ‘caro’para a sociedade e por isso não pode ser minimizado, desprezado ou desvalorizado. O advogado merece condições reais para sobreviver de seu trabalho.

Na certeza de contar com uma política justa, própria de um grande governante compromissado com os interesses do povo goiano, agradeço a atenção.

Saudações do advogado e companheiros de batalha aqui presentes,
Flávio Buonaduce Borges
Advogado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.