Fica 2020 amplia premiações para edição que será totalmente digital

Secretário de Cultura de Goiás, Adriano Baldy informou que as inscrições estarão abertas até 27 de setembro e os selecionados serão conhecidos dia 2 de outubro

Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) 2020 | Foto: Divulgação

Em uma edição totalmente digital, o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental de Goiás (Fica) terá mais premiações do que em anos anteriores. Na edição 2020 serão 46 premiações que somam um total de R$ 142,5 mil para os filmes vencedores de suas categorias.

Neste ano o Fica será realizado de 16 a 21 de novembro. Estava tudo programado para que o festival fosse presencial, mas a pandemia da Covid-19 fez com que a Secult-Goiás o transformasse em digital. O secretário de Cultura da Goiás, Adriano Baldy, disse durante entrevista a TV Brasil Central que o governador Ronaldo Caiado tinha determinado a realização do Fica presencial este ano e já garantido o recurso. “Mas, devido à pandemia, tivemos de transformá-lo para uma realização totalmente digital, para que a gente não deixasse passar essa data em branco nesse festival tão importante para o Estado de Goiás”, observou.

Adriano Baldy disse ainda que, ao invés de apenas três premiações por categoria, este ano a premiação foi ampliada para 46 prêmios e um especial para a cidade de Goiás. Os filmes selecionados já receberão uma premiação.

As inscrições foram abertas dia 28 de agosto e irão até 27 de setembro. Dia 2 de outubro serão divulgados os selecionados e o Fica se dará entre os dias 16 e 21 de novembro. Mais informações poderão ser acessadas pelo site www.fica.go.gov.br, onde também estão sendo feitas as inscrições. Ele informou que em apenas cinco dias úteis já foram realizadas quase 100 inscrições. “Vamos procurar contemplar o máximo dentro do que o FICA vinha sendo realizado, agora no formato digital. A gente acredita que vai superar e muito as inscrições das edições anteriores”, observou Baldy.

Washington Novaes

Na edição deste ano, o Fica vai homenagear o jornalista Washington Novaes, que faleceu recentemente. Segundo Adriano Baldy, Washington se destacou com “um grande incentivador, um motivador e um apoiador do Fica e das causas ambientais”. Sobre a premiação de R$ 142,5 mil, disse que a Secult-GO procurou democratizar e ampliar, especialmente agora que o pessoal envolvido com as artes está com mais dificuldade, em função da pandemia. “Os que forem selecionados receberão uma taxa de seleção, além do prêmio da categoria. Ao invés de termos três premiados, teremos 46 contemplados”, afirmou.

Confirmou que o Fica deste ano não terá atividade presencial, mas haverá ainda um prêmio para a cidade de Goiás, denominado Cidade de Goiás No Futuro, “para trazer inovação, sustentabilidade e empreendedorismo para a cidade de Goiás”, sendo que a Secult-GO se emprenhará na implantação na cidade de Goiás do projeto ganhador desse prêmio de inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.