Fica 2016 vai discutir segurança alimentar e conservação do Cerrado

Festival deste ano será marcado por duas grandes vertentes: o cinema de animação e um grande debate sobre games e cultura digital

O lançamento da 18ª edição do Fica foi na cidade de Goiás | Reprodução/Goiás Agora

O lançamento da 18ª edição do Fica foi na cidade de Goiás | Reprodução/Goiás Agora

Marcada para acontecer entre os dias 16 e 21 de agosto, na cidade de Goiás, a 18ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2016) terá como foco a valorização de Goiás, do cinema e do Cerrado, como a grande fronteira alimentar do mundo. Neste ano, a organização do evento também espera estar mais conectado com a comunidade.

Os fóruns do festival terão três eixos principais: governança territorial, preservação ambiental e segurança alimentar. A programação é composta por seis mostras de cinema, Fórum de Cinema e Fórum Ambiental, com debates com cineastas e uma programação musical diversificada.

O coordenador do Fica 2016, Lisandro Nogueira, explica que o festival deste ano será marcado por duas grandes vertentes: o cinema de animação, com mostras, debates e fóruns focados nesse gênero, e um grande debate sobre games e cultura digital. “Nessa edição do Fica, vamos discutir o que é cinema hoje, com uma mesa sobre atualidade do audiovisual e três importantes oficinas sobre documentário, experimental e cine ensaio”, conta.

O festival também recebe convidados de atuação reconhecida no cinema, como os atores Osmar Prado e Fábio Assunção, o diretor José Eduardo Belmonte, o maior fotógrafo do cinema brasileiro, Lauro Escorel, que vai presidir o júri, o fotógrafo e diretor de arte Adrian Cooper, os representantes da Green Film Network, Mário Branquinho, José Vieira e Eleonora Inusa, e vários outros grandes nomes de peso no cinema mundial.

A Mostra Competitiva tem a premiação reforçada em 2016 e vai distribuir R$ 280 mil em prêmios, R$ 40 mil a mais que nas edições anteriores. O público poderá conferir 22 produções com temática ambiental, 12 estrangeiras e dez brasileiras. A participação internacional fica por conta de produções da França, Áustria, Alemanha, Bélgica, Índia, Irã e México. Entre os brasileiros, quatro filmes são goianos. Além de Goiás, participam filmes do Maranhão, Paraná, Pernambuco, Ceará e São Paulo.

Quanto ás atrações musicais, uma das novidades desta edição é a presença de Daniel Jobim, neto de Tom Jobim, para um concerto especial com suas canções e de seu avô sobre a natureza. O show será no Palácio Conde dos Arcos. Ainda, a programação musical com uma atração nacional no encerramento e 14 shows de artistas goianos está sendo preparada e deve ser anunciada em breve. (Com informações do Goiás Agora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.