“FCO será usado em infraestrutura”, sinaliza Schmidt ao setor privado

Presidente Jair Bolsonaro e Paulo Guedes precisam ser sensibilizados a ceder tal medida aos governadores, acredita secretária

A secretária estadual de Economia de Goiás, Cristiane Schmidt, afirmou que repartir verba do Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) não prejudica o setor privado, se usada em investimentos, especialmente, de infraestrutura.

Ao discordar de opiniões de representantes do campo privado, Cristiane entende que o uso beneficiará, justamente, os empresários.

“Nós vamos utilizar recursos do FCO para fazer infraestrutura para, justamente, o setor privado poder gerar renda e emprego. Será bom para eles”, avalia Schmidt.

Cristiane sustenta que a repartição ou uso do recurso “é uma ótima alternativa”, principalmente, na situação financeira em que os Estados se encontram.

A medida, no entanto, precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional, a partir de demanda da União. “Tem que ter contribuição de todos os entes, como da União, para tornar possível usar parte do FCO, via Congresso”, ressalta.

A secretária acredita que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, serão sensibilizados a ceder tal medida aos governadores, em breve.

Uma resposta para ““FCO será usado em infraestrutura”, sinaliza Schmidt ao setor privado”

  1. Avatar Edvaldo disse:

    Boa tarde secretaria, voce errou em pagar o mes de dezembro e 13 salario comecando por quem ganha menos, o certo seria parcelar em 05 ou seis vezes para todo mundo, o estado de minas fez assim, eu por exemplo so vou receber em julho ou agosto o mes de dezembro e decimo terceiro enquanto isso meu nome foi para o spc, faça o bem que Deus te abecoara, No meu ponto de vista foi maldade o que governo fez com nos. Obrigada Deus abencoe o governo e toda sua equipe, e lembre se que a maioria do pessoal da pmgo votou em ronaldo caiado, inclusive eu e meus familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.