Fatura do cartão de crédito compromete um terço do orçamento, diz pesquisa

Entre os principais gastos dentro da fatura do cartão estão as compras de roupas, utensílios e jogos online

Reprodução

Segundo dados da plataforma de finanças pessoais Guia Bolso, em média, 33,22% dos ganhos foram usados para quitar a conta do cartão em janeiro – pouco mais que o observado seis meses antes (32,81%). O número está bem acima do recomendado por especialistas – para Bruno Poljokan, diretor da fintech de crédito Just, o ideal seria algo em torno de 10%. Entre os principais gastos dentro da fatura do cartão estão as compras de roupas, utensílios e jogos online, (26 93%), mercado (12,86%) e transporte (12,05%).

Regras do rotativo

Há um ano o governo mudou as regras do rotativo. Agora, os bancos são obrigados a transferir, após um mês, a dívida do rotativo do cartão para a modalidade parcelada, a juros mais baixos. A intenção do governo era permitir que a taxa de juros para o rotativo recue, já que o risco de inadimplência, em tese, cai com a migração para o parcelado. O juro médio total cobrado no rotativo, entretanto, subiu 5,9 pontos porcentuais de janeiro para fevereiro, segundo o Banco Central. Com isso, a taxa passou de 328% em janeiro para 333,9% ao ano em fevereiro.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.