Fábio Sousa: “Vecci não pode desistir agora”

Deputado federal tucano afirma que pré-candidato do PSDB pode tentar alianças, mas não tem condições de desistir agora

Fábio Sousa na Câmara Federal | Foto: Zeca Ribeiro/ Agência Câmara

Fábio Sousa na Câmara Federal | Foto: Zeca Ribeiro/ Agência Câmara

Deputado federal e uma das principais lideranças do PSDB em Goiânia, Fábio Sousa afirmou, em entrevista ao Jornal Opção na última quinta-feira (7/7), que Giuseppe Vecci não tem condições de abrir mão da pré-candidatura para apoiar outro partido à Prefeitura de Goiânia em 2016.

Muito se ventilou nesta semana sobre uma possível desistência do também deputado federal. Em evento, Vecci chegou a sugerir que teria a grandeza de não ser o candidato a prefeito para poder unir a aliança estadual.

“Ele tem que disputar a eleição. Pode estar fazendo isso [abrindo mão de ser cabeça de chapa] para tentar forçar uma aliança, mas Vecci não pode desistir agora”, opinou Fábio Sousa.

Mesmo marcando de um a três pontos percentuais nas recentes pesquisas de intenção de voto, o pré-candidato tucano é considerado, ainda, desconhecido por grande parte da população goianiense. “Somado a isso, é preciso lembrar que as pessoas ainda não estão preocupadas com eleição. Só depois das Olimpíadas que o povo vai se ligar que tem que escolher um novo prefeito”, completa ele.

Fábio Sousa chegou a colocar seu nome à disposição do partido neste ano, mas não obteve sucesso. Mesmo negando que haja qualquer indisposição com o tucanato, o foco do deputado — que é bispo em uma das maiores igrejas evangélicas de Goiânia — tem estado em Brasília. “O que puder fazer para ajudar, vou fazer, sou partidário. Mas minha disposição hoje é em ser um bom deputado”, reforça.

Três

Na verdade, o deputado federal já tentou ser candidato do PSDB em Goiânia duas outras vezes. Contudo, nunca conseguiu ser o indicado. “Eu me preparo há anos, queria ser candidato a prefeito em 2008, ninguém deu moral; 2012 organizei o partido, as bases, mas me cortaram um dia antes; e agora em 2016 a mesma coisa”, lembrou.

Questionado se tentaria, mesmo que por outro partido em 2020, Fábio Sousa diz que não. “Já posso pedir música no Fantástico, né? Vou focar na Câmara e tocar outros projetos”, brincou ele.

Deixe um comentário