Ex-prefeito de Trindade é acionado por superfaturamento na construção do Portal da Fé

Foram acionados também o ex-secretário de Obras e três servidores da Comissão de Licitação do município. MP pediu bloqueio de mais de R$ 510 mil em bens

Foto: Reprodução/Site Romaria de Trindade

O Portal da Fé fica no trevo de entrada da cidade | Foto: Reprodução/Site Romaria de Trindade

O ex-prefeito de Trindade, Ricardo Fortunato de Oliveira, foi acionado pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) por irregularidades em dois contratos da época de sua gestão. Um dos contratos é referente à obra do Portal da Fé, monumento localizado no trevo de entrada da cidade, que foi realizada pela empresa Irriga Máquinas e Iluminação.

O outro contrato investigado trata da compra de materiais elétricos para o município. Uma análise de documentação realizada pelo MP comprovou que houve superfaturamento na aquisição de materiais das empresas Ultrawatts Materiais Elétricos e Iluminar Materiais Elétricos.

O ex-secretário de Obras e Serviços Urbanos, Vagner Fortunato Machado, e três servidores da Comissão Permanente de Licitação do município também foram acionados.

Os réus responderão por improbidade administrativa. Caso sejam condenados, eles perdem função pública, ficam proibidos de contratar com o poder público, têm suspensos seus direitos políticos e devem pagar uma multa.

O MP pediu ainda que os acionados sejam inscritos no cadastro nacional de improbidade administrativa e que mais R$ 510 mil em bens dos acionados sejam bloqueados para garantir que seja possível a restituição da lesão aos cofres públicos.

Antecedentes

Tanto a Ultrawatts quando a Iluminar foram denunciadas pelo MP em 2013 durante a Operação Curto Circuito, quando foi constatado que as empresas haviam fraudado licitações. Doze pessoas foram denunciadas e acusadas de formação de quadrilha e fraude.

Ricardo Fortunato, por sua vez, foi acionado no ano passado também por improbidade administrativa. Na ocasião, o MP apontou que o ex-prefeito havia feito inúmeras contratações a favor do advogado Tomaz Edilson Felice Chayb sem licitação.

* Com informações da Assessoria de Comunicação Social do Ministério Público do Estado de Goiás

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.