O ex-prefeito de Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal, Itamar Lemes do Prado, conhecido como Itamar Imóveis (PDT), foi condenado por improbidade administrativa em uma ação movida pelo Ministério Público de Goiás (MPGO).

A condenação, segundo a instituição, se deu em razão da concessão ilegal de aumento de remuneração a determinados ocupantes do quadro funcional da Prefeitura. 

A promotora de Justiça Ana Carolina Portelinha Falconi Aires aponta que a conduta do ex-gestor violou os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade e moralidade, tendo, inclusive, sido multado pelo Tribunal de Contas do Municípios por atos de improbidade.

Itamar Lemes foi sentenciado pela juíza Patrícia de Morais Costa Velasco a ressarcir integralmente o dano causado, em valor ainda a ser fixado, e a pagar multa civil no mesmo valor. O ex-prefeito também teve seus direitos políticos suspensos por nove anos e está proibido de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou créditos por oito anos.

A reportagem tenta localizar a defesa de Itamar Lemes. O espaço permanece aberto.

Leia também:

Padrasto é preso por estuprar enteadas por seis anos em Santo Antônio do Descoberto

Escola estadual de Santo Antônio do Descoberto recebe braço robótico para laboratório