Ex-prefeito de Avelinópolis diz que cassação de Fabinho já era aguardada

Agmon Leite acredita que já no começo do ano ocorram eleições suplementares na cidade e ele deve articular um candidato para mandato “tampão” antes de seu retorno

Agmon, ao centro, durante discurso | Foto: Sérgio Rocha

O ex-prefeito por dois mandatos de Avelinópolis, Agmon Leite da Costa (PSB), comentou sobre a decisão pela cassação do atual do gestor da cidade, Fabinho Buzina, em processo de abuso de poder econômico e uso indevido de arrecadação e gasto de recursos para fins eleitorais.

“Já era uma decisão aguardada, uma vez que o recurso que eles tiveram êxito no TRE foi simplesmente protelatório. Então, voltou à primeira instância e esta confirmou a sentença”.

Segundo ele, por não estarmos nas proximidades de períodos, tanto o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) quanto o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estão “esvaziados”, o que deve contribuir para a celeridade do processo. “E no início do ano que vem devem acontecer eleições suplementares”.

Segundo Agmon, como essa eleição é continuidade do mandato e subsequente ao seu, ele ainda não pode se candidatar. Porém, ele adianta que deve apresentar uma candidatura “tampão” para cumprir o resto da gestão e ser candidato na próxima.

“Tenho liderado todas as pesquisas realizadas, tanto por grupos de situação quanto de oposição, e a população tem clamado pelo retorno de um padrão de administração que tínhamos no período de oito anos que permaneci. Então, devemos articular um grupo para retornar, pois esse mandato [de Fabinho] tem sido uma calamidade, um desastre total”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Thiago

Otimo prefeito.fabim…povo vai sentir sua falta Podia. Vir aqui pra anicuns ……. Outra eleiçao vc candidata aqui .voce e eleito.