Ex-prefeito de Avelinópolis diz que cassação de Fabinho já era aguardada

Agmon Leite acredita que já no começo do ano ocorram eleições suplementares na cidade e ele deve articular um candidato para mandato “tampão” antes de seu retorno

Agmon, ao centro, durante discurso | Foto: Sérgio Rocha

O ex-prefeito por dois mandatos de Avelinópolis, Agmon Leite da Costa (PSB), comentou sobre a decisão pela cassação do atual do gestor da cidade, Fabinho Buzina, em processo de abuso de poder econômico e uso indevido de arrecadação e gasto de recursos para fins eleitorais.

“Já era uma decisão aguardada, uma vez que o recurso que eles tiveram êxito no TRE foi simplesmente protelatório. Então, voltou à primeira instância e esta confirmou a sentença”.

Segundo ele, por não estarmos nas proximidades de períodos, tanto o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) quanto o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estão “esvaziados”, o que deve contribuir para a celeridade do processo. “E no início do ano que vem devem acontecer eleições suplementares”.

Segundo Agmon, como essa eleição é continuidade do mandato e subsequente ao seu, ele ainda não pode se candidatar. Porém, ele adianta que deve apresentar uma candidatura “tampão” para cumprir o resto da gestão e ser candidato na próxima.

“Tenho liderado todas as pesquisas realizadas, tanto por grupos de situação quanto de oposição, e a população tem clamado pelo retorno de um padrão de administração que tínhamos no período de oito anos que permaneci. Então, devemos articular um grupo para retornar, pois esse mandato [de Fabinho] tem sido uma calamidade, um desastre total”.

Uma resposta para “Ex-prefeito de Avelinópolis diz que cassação de Fabinho já era aguardada”

  1. Avatar Thiago disse:

    Otimo prefeito.fabim…povo vai sentir sua falta Podia. Vir aqui pra anicuns ……. Outra eleiçao vc candidata aqui .voce e eleito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.