Ex-BBB é condenado a 12 anos de prisão por estupro de menores

Participante do “BBB 16” ainda pode recorrer da decisão

O ex-BBB Laércio de Moura foi condenado pela Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos do Foro Central de Curitiba (PR) a 12 anos de reclusão pelos crimes de estupro de vulnerável e armazenamento de material contendo cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. A informação é do portal UOL.

Com ainda foi em primeira instância, cabe recurso da decisão.

O ex-BBB foi preso em casa, no Paraná, no dia 15 de maio de 2016, acusado de praticar crime de estupro de vulnerável e de fornecer bebidas alcoólicas para menores de idade.

Durante a passagem pelo “BBB 16”, Laércio revelou que costumava se envolver com mulheres mais novas e foi até alvo de polêmicas após ser chamado de pedófilo pela participante Ana Paula Renault.

Em rede nacional, Laércio afirmou gostar de uma ‘novinha’ e em seu Facebook admitiu ser efebófilo – quando um adulto tem atração sexual por adolescentes pubescentes ou pós-pubescentes, geralmente entre 13 a 17 anos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.