“Eu não defendo corruptos”, insiste Vanderlan Cardoso

Senador diz que sua mensagem teve intuito de defender o Senado como instituição e não Chico Rodrigues

O Senador e candidato a prefeito de Goiânia, Vanderlan Cardoso (PSD), aponta que mensagem enviada por ele em grupo de Senadores foi tirada de contexto e que ele não defendeu o Senador  Chico Rodrigues (DEM-RR), que foi flagrado pela Polícia Federal com dinheiro escondido dentro da cueca.

Vanderlan Cardoso explica que teve o objetivo de defender o Senado como instituição, já que Chico Rodrigues foi afastado do cargo em uma decisão monocrática do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso. Para o candidato ao Paço, apenas uma decisão plenária, como prevê a Constituição, pode afastar um parlamentar. Qualquer conduta irregular deve ser analisada pelo Conselho de Ética da Casa e, se comprovada dentro do processo legal, devidamente punida.

O senador goiano demonstra preocupação com a ideia de que um congressista foi afastado por vontade de um único ministro, o que não  repercute bem entre os colegas do Senado. Vanderlan Cardoso diz confiar que o Senado tomará a melhor decisão em relação ao caso de Chico Rodrigues.

Caso

Chico Rodrigues foi alvo de operação Desvid-19, que investiga desvio de recursos destinados para a Secretaria de Saúde de Roraima para o combate à pandemia. Os mandados de busca e apreensão foram autorizados também pelo ministro do STF Luís Roberto Barroso.

Mais cedo nesta 6ª feira (16.out), a Rede Sustentabilidade e o Cidadania protocolaram uma representação no Conselho de Ética do Senado contra o senador. Uma das saídas dos senadores pode ser justamente a de deixar que o processo corra no colegiado sem acatar de imediato a decisão de Barroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.