Estudo revela que o PIB de Goiás atingiu quase o dobro em relação as riquezas nacionais

Em 2019, o Produto Interno Bruto registrou 2,2% no primeiro ano de gestão de Ronaldo Caiado, quase o dobro do Brasil, que ficou em 1,2%

Governador Ronaldo Caiado | Foto: Secom

Diante de números negativos do Produto Interno Bruto (PIB) que ficou de 1,2%, em 2018, estudo do Instituto Mauro Borges (IMB), revelou na última sexta-feira, 11, que Goiás chegou a atingir 2,2% em 2019, primeiro ano de governo de Ronaldo Caiado. O número do estado representa quase o dobro do Brasil, que ficou em 1,2% no mesmo período.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a indústria foi a que mais avançou. “Se o prognóstico de 2022 é de apenas percentual de 1% para o Brasil, Goiás vai trabalhar para estar bem acima desta média”, afirma governador Ronaldo Caiado.

O estudo representa a recuperação da economia goiana, assegurando a 9ª posição no ranking entre os Estados da Federação, além disso, apresenta uma variação real e composição setorial do PIB de Goiás, alcançando o número de R$ 7,3 bilhões.

“Conseguimos superar situações delicadas. Goiás estava entre os quatro piores estados do país do ponto de vista fiscal, com colapso da máquina pública, mas nós avançamos e fomos os únicos a entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF)”, destacou o governador.

Os números fazem parte do mais recente estudo do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), órgão jurisdicionado à Secretaria-Geral da Governadoria (SGG), segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Pandemia

De acordo com o governador, Goiás é, neste momento, o estado está mais capacitado para desafiar a crise provocada pela pandemia de Covid-19. “Somos riquíssimos, com capacidade produtiva nas nossas terras”. Sobre o desempenho da economia, o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, pontuou a posição de destaque de Goiás entre os Estados da Federação. “No primeiro ano de governo, tivemos um crescimento significativo do PIB de Goiás. Ele cresceu quase 60% a mais do que em 2018, ano anterior”, destacou.  

Recuperação

Lima explica que os ajustes na política fiscal adotada pelo governo Caiado no primeiro ano contribuíram diretamente no crescimento geral registrado e consolidado pelos dados do PIB. A recuperação do PIB goiano, em 2019, ocorreu devido ao bom desempenho apresentado por todos os setores da economia.

Nas atividades ligadas à indústria cresceu 2,9%, serviços (1,9%) e agropecuária (1,4%). Na passagem de 2018 para 2019, o valor adicionado cresceu 2,1% nas atividades do PIB goiano.

“O crescimento da economia leva ao aumento da arrecadação. O estado ganha condições de investir em programas sociais, de intensificar política pública com base na responsabilidade, dando retorno ao imposto que é pago pelos goianos, e prestando serviços de qualidade para seus cidadãos e cidadãs”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.